Osasco (SP) também terá restrição aos caminhões

Cidade da Região Metropolitana de São Paulo proibirá o tráfego de veículos de cargas nos horários de pico em diversas regiões, a partir de março

Foton lança caminhões urbanos de 6,5 e 11 toneladas no Brasil
Governo de São Paulo quer padronizar restrições aos caminhões
Rodofort lança implemento para utilitários leves

A cidade de Osasco, que faz parte da Região Metropolitana de São Paulo e concentra um forte polo logístico, formado por embarcadores e inúmeras empresas de transporte e operadores logísticos, seguirá a tendência ditada pela capital e implementará em suas ruas um programa de restrições aos caminhões nos horários de pico.

De acordo com o Decreto 10.661, publicado pela Prefeitura em 1º de fevereiro, o prefeito Emídio Pereira de Souza determinou que a cidade terá três grandes eixos com proibição aos caminhões: Zona de Máxima Restrição de Circulação, que compreende o centro expandido da cidade; Vias de Máxima Restrição de Circulação, que correspondem às principais vias de acesso à cidade; e Vias Estruturais Restritas, vias públicas das zonas Norte e Sul da cidade.

Além das restrições aos caminhões, que entram em vigor no início de março, a administração pública também vai regularizar pontos de carga e descarga e estacionamento de caçambas de entulhos.

Entenda como serão as restrições em Osasco:

  • ZMRC (Zona de Máxima Restrição de Circulação): compreende todo o centro expandido de Osasco. Compreende a Av. Fuad Auada; Av. Maria Campos; Av. Bussocaba; Rua Aurora Soares Barbosa; Rua Armando Binotti; Rua Alfredo Sturlini; Av. Santo Antonio; Av. Sport Clube Corinthians Paulista; Av. Visconde de Nova Granada; Viaduto Pres. Tancredo de Almeida Neves e Av. Pres. Kennedy. Nesta área, os caminhões ficarão proibidos de circular de segunda a sexta-feira, das 5 às 21 horas, e aos sábados, das 10 às 14 horas.

 

  • VMRC (Vias de Máxima Restrição de Circulação): correspondem a todas as vias de acesso à cidade, saindo das rodovias que cortam o município. Fazem parte desta área a Av. Hilário Pereira de Souza; Av. Manoel Pedro Pimentel; Av. Franz Voegeli; Av. dos Autonomistas, na extensão compreendida entre a Praça Gen. Dale Coutinho e a Av. Corifeu de Azevedo Marques e Av. Domingos Odália Filho. Nestas vias, os caminhões estarão proibidos de segunda a sexta, das 5 às 24 horas, e, aos sábados, das 10 às 14 horas.
  • VER (Vias Estruturais Restritas): são as ruas e avenidas principais das zonas Norte e Sul da cidade: Av. dos Autonomistas, no trecho compreendido entre o Viaduto Tancredo de Almeida Neves e Rodoanel; Av. dos Bandeirantes; Rua Montalverne; Av. Getúlio Vargas; Av. Costa e Silva; Av. Presidente Médici, no trecho compreendido entre Av. Pres. Costa e Silva e Av. João Ventura dos Santos; Av. João Ventura dos Santos; Av. dos Remédios; Av. Ônix; Av. Luiz Rink; Av. Bussocaba, no trecho compreendido entre a Rua Armando B inotti e a Av. Prefeito Hirant Sanazar; Rua Aurora Soares Barbosa, no trecho compreendido entre a Rua Maria de Lourdes Ponce e a Av. Prefeito Hirant Sanazar; Av. Prefeito Hirant Sanazar; Av. Visconde de Nova Granada; Av. Sport Club Corinthians Paulista; Rua Vicente Celestino; Rua Trás dos Montes; Av. Internacional; Av. João de Andrade; Av. José Barbosa Siqueira; Av. Marechal João Batista M. de Moraes; Av. Benedito Alves Turíbio e Rua Giuseppe Sacco. Nestas vias, a proibição será de segunda a sexta,das 5 às 21 horas, e, aos sábados, das 10 às 14 horas.

Nos domingos e feriados não haverá restrições. Os VUCs, Veículos Urbanos de Carga, com até 6,3 metros de comprimento, estão livres das proibições, assim como veículos que prestam serviço de urgência e emergência, socorro mecânico (guinchos), cobertura jornalística, obras, Correios e serviços essenciais.

COMMENTS