BP avança no segmento de biocombustíveis

Empresa britânica comprou a Tropical BioEnergia S.A. e a Companhia Nacional de Açúcar e Álcool (CNAA)

Boeing e Embraer inauguram centro de pesquisa em biocombustíveis para aviação
Biodiesel: uma guerra pela quantidade da mistura
Brasil estuda produção de combustível a partir de resíduos agrícolas

A BP (British Petroleum), empresa de origem britânica do segmento de petróleo e energia, avança o segmento brasileiro de biocombustíveis com a aquisição de duas companhias nacionais de produção de etanol de cana de açúcar, a Tropical BioEnergia S.A. e a Companhia Nacional de Açúcar e Álcool (CNAA).

Segundo informações da empresa, a BP detém 100% das ações das duas companhias e será responsável, a partir de agora, pela operação de três usinas de etanol em Goiás e Minas Gerais, com capacidade de moagem de cinco milhões de toneladas de cana em cada unidade.

“A conclusão da aquisição da Tropical reforça ainda mais a presença da BP no Brasil por meio de uma estratégia bem definida que prioriza ativos de qualidade, bem localizados e com boas práticas de gestão”, afirma Mario Lindenhayn, presidente da BP Biocombustíveis.

COMMENTS