Governo de São Paulo e Uniduto firmam acordo de cooperação para contrução de alcoolduto

Projeto da malha dutoviária abrange cerca de 600 quilômetros e passa por 47 municípios paulistas, entre Sertãozinho e o Porto de Santos. Construção do modal pode aquecer competitividade da produção de etanol

Litoral Sul de São Paulo poderá ganhar novo acesso multimodal
Sistema dutoviário passa a ligar Refinaria de Paulínia (SP) ao Terminal de Ribeirão Preto (SP)
Brasil atinge 22 mil km de malha dutoviária e passa para 16º no ranking mundial

O governo de São Paulo e a empresa de transporte dutoviário Uniduto assinam hoje (2/8), no Palácio dos Bandeirantes, um protocolo de intenções para firmar termo de cooperação entre as duas partes para a construção de um alcoolduto que ligará o interior paulista à Santos. O duto deve passar por 47 municípios paulistas, entre Sertãozinho (SP) até o Porto de Santos, cruzando cerca de 600 quilômetros.

De acordo com o protocolo, o governo paulista se ocupará em organizar a articulação entre órgãos públicos estaduais e órgãos municipais para realizar estudos relativos à construção do sistema dutoviário. Já a Uniduto disponibilizará dados e informações sobre o projeto ao governo.

A empresa enxerga com otimismo o interesse do governo em ampliar a competitividade da produção de etanol no Estado paulista com a utilização do modal dutoviário. “A assinatura do protocolo é um sinal de que o governo vê a construção do duto como prioridade para o Estado de São Paulo. O acordo também é uma garantia de que o governo vai se empenhar para que todo o processo de análise e concessão de licenças seja feito rapidamente”, afirma Sérgio Van Klaveren, presidente da Uniduto.

Por: Victor José – Redação Transporta Brasil

COMMENTS