Começa hoje a corrida para o trem expresso Guarulhos-São Paulo

A ligação entre o aeroporto e a capital, segundo o modelo previsto, deve ter cerca de 28 quilômetros, a serem percorridos durante 20 minutos por um trem elétrico

Gaudenzi diz que obras no Aeroporto de Guarulhos precisam ficar prontas até metade de 2009
LLX recebe licença prévia para construir porto
ANAC autoriza empresas a voarem apra o Brasil

O projeto do trem Expresso Aeroporto, que vai ligar o centro da cidade de São Paulo ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, começa hoje a dar sinais de que será viabilizado, com a realização da primeira audiência pública para discutir o teor da licitação com interessados, profissionais do setor e empresas que estão de olho na obra. A previsão, é de que o edital da concorrência saia no mês que vem.

O modelo escolhido para a licitação internacional, a ser divulgado durante o encontro pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), e que foi antecipado pelo DCI, será o de concessão onerosa, sem o pagamento de outorga (espécie de entrada), onde o grupo vencedor receberá a garantia de explorar por 35 anos a linha do aeroporto, incluindo os espaços publicitários, mas que terá de assumir a construção de uma linha que ligará Guarulhos à região Engenheiro Goulart, na zona leste de São Paulo, com custos estimados em de R$ 300 milhões, e, ao final da obra, entregá-la à CPTM.

De acordo com o que disse recentemente, Renato Viégas, coordenador de planejamento da Secretaria de Transportes Metropolitanos, a concorrência, que exigirá aportes do vencedor na casa de R$ 1,4 bilhão, deve atrair empresas de fora. “Provavelmente terá a participação internacional: os espanhóis, por exemplo, já manifestaram interesse”, revelou à reportagem. Viégas considerou que a disputa pelo expresso, pode se tornar uma prévia, da disputa pelo “Trem-Bala Rio-São Paulo”. Empresas como Alston e Siemens, manifestaram interesse pelos dois projetos.

Ele também acredita haverá a formação de consórcios, já que “as empresas têm liberdade para formar grupos, quem sabe o setor de concessões rodoviárias, em parceria com construtoras, e que também podem incluir nos grupos os próprios fabricantes de trens; vamos ver”, disse.

Percurso

A ligação entre o aeroporto e a capital, segundo o modelo previsto, deve ter cerca de 28 quilômetros, a serem percorridos durante 20 minutos por um trem elétrico, com 50% do percurso pela superfície. A expectativa é de que passagens devem custem aproximadamente R$ 28 reais, uma vez que o teto da proposta de licitação é de R$ 32 reais.

Acontece hoje a primeira audiência pública para viabilizar o trem Expresso Aeroporto, que ligará Guarulhos ao centro de São Paulo.

Link para a matéria

COMMENTS