Venda de pneus cai quase 3% no primeiro bimestre do ano

Aumento de IPI para importados afetará consumidor
Volkswagen chega a 20 mil ônibus no programa Caminho da Escola
Banco Volkswagen lança financiamento especial para modelos MAN TGX
pneus-producao-venda
A venda de pneus no Brasil no primeiro bimestre registrou pequena queda de 2,8% em razão do crescimento das exportações. Enquanto o fornecimento às montadoras regrediu 32,4% e o mercado de reposição mostrou desempenho positivo de apenas 0,6%, o envio de pneus ao exterior cresceu 26,6% sobre os mesmos dois meses do ano passado.

Os números foram divulgados pela Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (Anip). Segundo a entidade, a alta foi motivada não só por causa da desvalorização do real, mas também pelo crescimento dos embarques à Argentina: “Em dezembro eles derrubaram a Djai (Declaração de Importação Antecipada Argentina), o que nos permitiu um aumento dos negócios”, afirma o presidente da Anip, Alberto Mayer. “Também houve crescimento marginal de exportações para as matrizes das fábricas instaladas aqui”, diz.

De janeiro a fevereiro deste ano, a balança comercial dos fabricantes nacionais de pneus teve superávit de U$S 113,55 milhões, com saldo de 1,68 milhão de unidades de pneus (exportações menos importações). Outro destaque foi a queda de -40,5% nas importações.

+ Saiba tudo do mundo do transporte e da logística. Curta nossa página no Facebook!

COMMENTS