Aliança fornecerá serviço exclusivo de cabotagem para transporte de cargas de projeto

Navio afretado tem capacidade para transportar aproximadamente 19 mil toneladas de carga

Aliança inclui porto de Vila do Conde (PA) nos serviços e expande cabotagem na Região Norte
Transporte de órgão por modal aéreo cresce 16% no 1º semestre de 2014
Hamburg Süd encerra 2014 com faturamento de mais de € 5 bi

navio-alianca

A operadora de transporte marítimo Aliança fornecerá a partir de maio o serviço de cabotagem especialmente desenvolvido para o setor de cargas de projeto. A companhia afretou um navio do tipo multipropósito para carregar equipamentos com grandes dimensões como turbinas, guindastes e pás eólicas. Segundo a empresa, a operação é considerada inédita na cabotagem brasileira.

Batizado de Aliança Energia, o navio tem capacidade para transportar cerca de 19 mil toneladas de carga, e é equipado com três guindastes, que ao todo podem içar peças de até 800 toneladas.

“Inicialmente, atenderemos todo o território nacional, com destaque para as regiões Norte e Nordeste, e, quando viável, estenderemos o serviço até a Argentina, Uruguai e Chile, países que mantêm acordos bilaterais com o Brasil”, diz Mark Juzwiak, gerente-geral de assuntos institucionais da Aliança.

O executivo complementa, explicando que, com o uso da cabotagem, o tempo de viagem comparado ao rodoviário pode reduzir significativamente, dependendo do transporte, de 50 dias para no máximo seis dias, em uma viagem de Santos (SP) para Fortaleza (CE).

“O investimento nesse setor é um pedido dos clientes, que necessitam de um serviço de credibilidade, e também do mercado, reflexo das obras que estão sendo realizadas no Brasil nas áreas de energia, óleo e gás, infraestrutura e também visando as Olímpiadas de 2016. A expectativa é de que o setor de carga de projeto equivalerá a 6% dos negócios de cabotagem da Aliança Navegação e Logística”, finaliza.

COMMENTS