Estudo relaciona bebida com mais de um quinto dos acidentes de trânsito

Trabalho inédito do Ministério da Saúde revelou também que quase metade das agressões estão relacionadas ao consumo de bebidas alcoólicas

Acidentes diminuem 10% e mortes recuam 21,8% nas rodovias concedidas de São Paulo
Programa de prevenção de acidentes da Martin-Brower completa 10 anos
Brasil tem uma das leis secas mais rigorosas do mundo

Um estudo inédito realizado pelo Ministério da Saúde em hospitais públicos revelou que o consumo de bebidas alcoólicas está relacionado com mais de um quinto dos acidentes de trânsito com vítimas e com quase a metade dos casos de agressões.

Os dados fazem parte do VIVA (Vigilância de violências e acidentes), estudo realizado pelo Ministério da Saúde em 71 hospitais que realizam atendimentos de urgência e emergência pelo SUS. Foram ouvidas 47 mil pessoas em todas as capitais e no Distrito Federal. Os dados foram coletados em 2011 e analisados no ano passado.

“Estas informações que apresentamos aqui têm papel decisivo para que tenhamos, nós e todos os demais órgãos federais, estaduais e municipais, mais segurança para agir. Também vamos utilizá-las em nossas campanhas de conscientização de motoristas, passageiros e pedestres”, disse o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

PERFIL DAS VÍTIMAS – O levantamento revela que entre as pessoas envolvidas em acidentes de trânsito, 22,3% dos condutores, 21,4% dos pedestres e 17,7% dos passageiros apresentavam sinais de embriaguez ou confirmaram consumo de álcool. Entre os atendimentos por acidentes, a faixa etária mais prevalente foi a de 20 a 39 anos (39,3%).

COMMENTS