Setcergs recomenda reajuste de 7,54% no frete a partir de setembro

Setcergs recomenda reajuste de 7,54% no frete a partir de setembro

Percentual é sustentado pelo INCTF apurado nos últimos 12 meses; sindicato do Rio Grande do Sul também recomenda cobrança da Taxa Restrição de Trânsito em Porto Alegre

Novo caminhão gigante da Volvo CE chega à América Latina
Caminhão Volkswagen totalmente movido a GNV será utilizado pela Ambev em operações no Rio de Janeiro
Negócios do Banco Mercedes-Benz no segmento de veículos comerciais cresce 62% no 1º trimestre

caminhao-rs-setcerg

Após reunião realizada nesta terça-feira (20/8), o Setcergs (Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas e Logística no Estado do Rio Grande do Sul) anunciou que recomendará às empresas de transporte de cargas o reajuste do preço do frete em 7,54%, a partir do dia de 1º de setembro.

O percentual de reajuste é sustentado pelo INCTF (Índice Nacional da Variação de Custo do Transporte Rodoviário de Cargas Fracionadas) apurado nos últimos 12 meses. Somente no primeiro semestre de 2013, o INCTF já acumulou 5,6%.

Outros aspectos que contribuíram para a alta do percentual foram o acréscimo do preço do diesel – que sofreu variação de 10,88% de janeiro a junho, passando de R$ 2,104 para R$ 2,333 por litro – e o custo da mão de obra, cujo dissídio em 2013 foi em geral superior à inflação do período. Os dados são da NTC & Logística (Associação Nacional de Transporte de Cargas e Logística).

Além do novo reajuste a ser praticado, o sindicato também recomendou pela primeira vez a cobrança da TRT (Taxa Restrição de Trânsito) em Porto Alegre (RS). Anteriormente, essa tarifa só era cobrada em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro por conta das dificuldades de mobilidade urbana local.

Com informações do G1

COMMENTS