Brasil produziu quase 12 mil caminhões em abril

Brasil produziu quase 12 mil caminhões em abril

Levantamento da Anfavea mostra que o crescimento em relação a março foi de 3,8% e houve salto de 60% em relação ao ano passado

Petronas investe em conhecimento para uma maior rentabilidade
Nova carreta graneleira da Guerra deve chegar ao mercado em setembro
Plantão Covid-19 – episódio 09 – A visão da indústria: Scania

A indústria de caminhões brasileira começa a dar sinais de recuperação depois de uma considerável queda por causa dos aumentos de preço causados pela virada de chave para as tecnologias de emissões Euro 6. Segundo os dados da Anfavea, associação que representa os fabricantes de veículos automotores no Brasil, a indústria brasileira fabricou 11,7 mil caminhões no mês de abril de 2024, 3,8% a mais do que em março, quando a produção foi de 11,2 mil unidades.

Em comparação com o mês de abril do ano passado, que teve um resultado de produção de 7,3 mil unidades, o salto foi de 60,7 %. “Foi um mês bastante animador, sobretudo pela alta na produção, que começa a se beneficiar do aquecimento do mercado interno, mesmo com a elevada presença de produtos importados. Esperamos manter esse ritmo nos próximos meses, mas temos pela frente alguns pontos de alerta, como a redução do ritmo de queda dos juros e os efeitos da calamidade no Rio Grande do Sul, que já estão afetando fábricas de veículos, máquinas agrícolas e de importantes componentes usados por toda a cadeia automotiva”, disse Márcio de Lima Leite, presidente da associação.

Mercado de aluguel de caminhões em alta

Em visita à Agrishow 2024, em Ribeirão Preto (SP), no final de abril, a reportagem do Transporta Brasil testemunhou um grande interesse de empresas especializadas e também de montadoras nos negócios de aluguel de caminhões. A Volkswagen Caminhões e Ônibus acaba de agregar mais 1.300 unidades para seu serviço de locação, o VW Rental, a Scania disponibiliza um serviço personalizado de escolha de caminhões para aluguel e locadoras como Vamos e Addiante, as maiores do mercado, estão turbinando suas frotas frente à crescente demanda.

Um indicador que mostra o crescimento do aluguel de caminhões no Brasil, apesar de apenas 2% de todas as unidades fabricadas ainda serem alugadas, é o fato de que 10% da produção nacional de caminhões em 2023 foi destinada aos serviços de aluguel.

“Estamos observando que as montadoras de caminhões começam a explorar novos modelos de negócios com o objetivo de entregar valor à operação de seus clientes. Dentro deste contexto, vemos este movimento no sentido de oferecer caminhões para locação, seja por meio de algum parceiro, seja de forma direta. Isso faz parte de uma tendência de buscar novos modelos de negócios e nós acreditamos que, com o advento da tecnologia, principalmente com a questão da conectividade, esta é uma tendência que deve crescer bastante nos próximos anos”, disse Eduardo Freitas, vice-presidente da Anfavea, à reportagem do Transporta Brasil.

Leo Doca – Agência Transporta Brasil (ATB)
leodoca@transportabrasil.com.br

Clique aqui para assistir a vídeos sobre transporte todos os dias na TV Transporta Brasil

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS