Testamos a Ford E-Transit furgão pelas ruas de São Paulo

Testamos a Ford E-Transit furgão pelas ruas de São Paulo

Veículo tem especificações e características para agradar qualquer operação urbana eletrificada de entregas e coletas para CNH cat B

Bicudos clássicos Peterbilt desembarcam no Brasil para a garagem de colecionadores
Plantão Covid-19 – episódio 02 – Ao vivo com a Polícia Rodoviária Federal
Latam e Americanas trazem 15 milhões de máscaras da China

Dirigimos a nova Ford E-Transit pelas ruas da cidade de São Paulo e foi uma experiência muito boa. Apresentada ao Brasil desde novembro de 2022, quando fez sua primeira aparição na Fenatran daquele ano, a van elétrica da Ford, em sua versão furgão fabricada na Turquia, tem as características necessárias para se fazer uma boa operação de transporte de encomendas e pequenas cargas pelas cidades.

A versão furgão tem cinco variações de entre-eixos e altura, todas bem ajustadas no chassi que veio do projeto do veículo a diesel, mas que na Transit elétrica abriga um motor de alto torque de 269 cavalos de potência e 430 Nm de torque, e, no assoalho, uma bateria de alta densidade de íons de lítio feita de níquel, cobalto e manganês com capacidade para gerar 400 volts e 68 quilowatts/hora. O peso da bateria é 450 quilos.

Esta energia dá à E-Transit uma autonomia real de 250 quilômetros, um número compatível com o dia a dia de entregas urbanas nos grandes centros brasileiros. O veículo utiliza o carregador do Tipo 2 com entrada para corrente alternada e corrente contínua, com tempos de recarga que podem variar de 65 minutos a 8 horas.

O Peso Bruto Total é de 3,5 toneladas, o que faz com que o veículo possa ser dirigido por condutores habilitados com CNH categoria B.

A carga útil, nas cinco versões de furgões, varia entre 644 e 851 quilos, dependendo do comprimento entre parachoques e da altura de cada uma. A Ford E-Transit furgão já tem 300 unidades vendidas no Brasil, todas para o Mercado Livre, que já estão sendo entregues ao cliente.

“A E-Transit é líder de mercado na Europa e nos Estados Unidos, onde já vendeu mais de 30.000 unidades. Ela tem características únicas de desempenho e tecnologia. Além disso, a Ford Pro dá total apoio ao cliente da E-Transit para que ele tenha máxima produtividade e retorno financeiro na transição para a eletrificação da sua frota”, diz Guillermo Lastra, diretor de Veículos Comerciais da Ford América do Sul.

Como foi o teste?

Fizemos um trajeto curto pelos bairros de Pinheiros e Vila Olímpia, em São Paulo, em horário de bastante movimento, durante uma tarde de dia útil. Como o percurso foi de menos de 20 quilômetros, não foi possível testar ou atestar a eficiência energética da E-Transit. Por outro lado, como o teste foi realizado em um cenário real e em horário de alta movimentação, ficou viável a constatação de diversas características do veículo.

A primeira delas foi o espaço interno e o conforto para os ocupantes. Assim como nas versões diesel, a Ford E-Transit apresenta um excelente equilíbrio entre espaço de cabine, posição de direção, assentos e equipamentos de conforto. A experiência ao dirigir é agradável, o volante tem um tamanho bastante ergonômico e desenho que permite a boa operação, principalmente com os comandos principais de multimídia e de controle de cruzeiro integrados a ele.

A experiência eletrifica com a E-Transit é interessante. É um furgão que traz a dirigibilidade do elétrico, com o torque máximo já disponível à primeira pisada no acelerador e o silêncio do motor elétrico é muito satisfatório para qualquer motorista. A ausência de vibração também conta muito.

Além disso, a força do motor e o torque de 430 Nm ajudam demais com a agilidade no trânsito, a facilidade em vencer subidas e trechos íngremes e a puxada com o veículo carregado. Lembramos que a tração do furgão é traseira, o que privilegia a estabilidade e a dinâmica de direção, e a suspensão dianteira é do tipo McPherson, o que ajuda muito com o conforto e com um comportamento comparável com os dos carros de passeio.

A Ford E-Transit tem três modos de direção, dos quais conseguimos testar bem apenas dois. O modo Normal, que traz a entrega da força do motor e da energia da bateria de forma máxima, oferecendo a maior performance possível, e o modo Eco, que reduz a entrega e o consumo de energia para uma maior autonomia. Os dois modos se comportam muito bem no trânsito urbano. Há também o modo Escorregadio, indicado para terrenos molhados ou com lama e terra, que não pudemos testar.

A transmissão é automática e praticamente direta, com uma relação de 9,05:1 e com um modo interessante no seletor: a opção L acionada faz com que a E-Transit tenha uma regeneração muito maior ao desacelerar, praticamente freando sozinha quando se solta o pé do acelerador, o que faz com que a bateria ganhe uma sobrevida e a operação praticamente se resuma ao uso de somente um pedal, ou, como se diz na indústria automotiva, “one pedal drive”.

O pacote tecnológico da E-Transit é um capítulo à parte. Os veículos que estão vindo para o Brasil são todos bem completos e trazem um sistema de sensores e alertas de tráfego cruzado, alerta de ponto cego, câmera de ré de alta resolução e câmera que simula uma visão 360 graus, para facilitar as operações de manobra, carga e descarga. Além disso, todas vêm equipadas com o assistente de frenagem autônoma, tanto à frente quanto à ré, piloto automático adaptativo, controle eletrônico de estabilidade e freio de estacionamento eletrônico. Todo o pacote foi testado e funciona muito bem.

O furgão tem central multimídia bem grande no painel central que integra também as funções de modos de direção, configurações do veículo, ar-condicionado que é dual-zone e refrigera muito bem, controle de aquecimento dos assentos, a visualização das câmeras de ré e frontal e muito mais. O sistema faz espelhamento com smartphones via bluetooth sem a necessidade de cabo e é compatível com Apple CarPlay e Android Auto para fácil utilização de aplicativos, como os de navegação e localização.

O compartimento de carga da E-Transit é todo revestido em material nobre e conta com diversos pontos de amarração e ancoragem para facilitar a operação. Dependendo da versão, de teto alto ou baixo, o acesso às cargas tem altura variada e facilidade na abertura das portas. Outro ponto positivo.

Confortável, ágil e até agressivo em alguns momentos. O comportamento do furgão Ford E-Transit no teste foi excelente e excedeu as expectativas. É um veículo muito recomendável para as operações nas grandes cidades brasileiras. A Ford E-Transit é vendida aos clientes brasileiros com três anos de garantia total, ou 100 mil km, e oito anos de garantia nas baterias, ou 160 mil km. Está disponível para venda de forma direta em todas as concessionárias Ford do país ou por meio do sistema de assinaturas/aluguel Ford Go.

O preço divulgado pela Ford é a partir de R$ 452.000,00 na versão furgão.

Leo Doca – Agência Transporta Brasil (ATB)
leodoca@transportabrasil.com.br

Clique aqui para assistir a vídeos sobre transporte todos os dias na TV Transporta Brasil

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS