ZF atinge marca de 100 mil transmissões manuais 6S480 para comerciais leves em Sorocaba (SP)

ZF atinge marca de 100 mil transmissões manuais 6S480 para comerciais leves em Sorocaba (SP)

Transmissão equipa modelos Mercedes-Benz Sprinter e Iveco Daily e Brasil é responsável 70% da produção global

Motorista amazonense é símbolo da igualdade entre homens e mulheres no transporte
ID Logistics amplia portfólio de serviços com armazéns em SP, RJ e DF
Ceva Logistics busca contratos em outros seguimentos para escapar da crise no setor automotivo

A ZF acaba de atingir um marco impressionante para a indústria nacional de transmissões de veículos comerciais. A empresa anunciou a fabricação de 100 mil unidades da caixa 6S480 manual de seis velocidades para veículos leves na unidade de Sorocaba, no interior de São Paulo, desde seu lançamento em 2019.

O produto é fabricado globalmente pela ZF no Brasil e na Hungria, mas a produção de nosso país é responsável por 70% das unidades feitas em todo o planeta. A transmissão manual de seis marchas ZF 6S480 é utilizada em veículos comerciais de transporte de cargas e passageiros entre 3,5 e 7 toneladas e, segundo o Transporta Brasil apurou, equipa modelos das linhas Mercedes-Benz Sprinter e Iveco Daily.

“É um número bastante significativo para nós. Esta é uma transmissão que teve seu desenvolvimento iniciado em 2016 para o mercado de 3 a 7 toneladas e é um produto bastante configurado para a nossa região. A repetibilidade da produção desta transmissão traz uma alta qualidade, o que representou em mais de 40 mil unidades com zero falhas nos nossos clientes no Brasil. É uma transmissão muito bem aceita no mercado”, conta Caio Alves da Silva, gerente sênior da Linha de Produto de Sistemas de Driveline para Veículos Comerciais da ZF América do Sul em entrevista ao Transporta Brasil.

Para Cristiana Grecco, gerente de Pesquisa e Desenvolvimento de Sistemas de Driveline para Veículos Comerciais da ZF América do Sul, o desenvolvimento da caixa 6S480 para o Brasil foi um desafio que exigiu alta tecnologia e muito trabalho da engenharia da ZF. “Este tipo de transmissão para as aplicações urbanas em comerciais leves no Brasil exige alta resistência, leveza e alto nível de adaptabilidade. O desenvolvimento desse modelo foi feito no Brasil em sincronia com nosso time na Europa e colocar as características do uso nas condições brasileiras foi um grande desafio. Levamos em conta todos os dados coletados nos testes que fizemos por aqui e hoje vemos que foi uma grande vitória do nosso time de desenvolvimento. O time de engenharia da ZF do Brasil tem um grande orgulho desta transmissão que realmente alcançou um resultado excelente”, disse ela em entrevista ao Transporta Brasil.

Transmissões manuais ainda têm apelo no mercado

Apesar da grande tendência de automatização das transmissões nas mais variadas categorias de caminhões e ônibus no Brasil, que começou pelos veículos pesados e atinge também os médios e leves, a ZF acredita que as manuais ainda têm um longo caminho pela frente. Segundo Caio Silva, o custo e a fácil operação e manutenção são os fatores que fazem das caixas manuais uma opção muito procurada pelos clientes e pelas montadoras de veículos comerciais. “Enxergamos um horizonte de pelo menos mais dez anos para as transmissões manuais neste tipo de aplicação no Brasil e a ZF vai seguir desenvolvendo e fabricando esse modelo por aqui, junto com o projeto e a fabricação de outras transmissões mais avançadas, que envolvem automatizadas e automáticas, além de equipamentos para a tendência da eletrificação”, explicou o gerente.

Hoje, a caixa em questão tem alta produtividade na fábrica da Sorocaba da ZF, com um índice superior a 100 unidades por dia. “É um produto destinado a um segmento que cresce a cada dia no Brasil, como é o caso do transporte urbano e de entregas delivery nas grandes cidades e isso trouxe uma dinâmica acelerada à produção”, disse Sílvio Furtado, vice-presidente de Soluções para Veículos Comerciais e Tecnologia Industrial da ZF América do Sul.

A transmissão ZF 6S480 manual de seis marchas tem capacidade de torque de entrada de até 480 Nm e conta com sistema eletrônico capaz de transmitir informações importantes para o veículos que equipam. Elas contam com preparação para o assistente de partida em rampa e suas marchas são escalonadas para a realidade brasileira das entregas e coletas urbanas, com alto torque a baixas rotações nas marchas intermediárias, para que o motorista consiga trafegar a 50 quilômetros por hora nas ruas das cidades sem precisar trocar muito de marcha. A caixa também tem duas marchas overdrive, para que o veículo faça viagens rodoviárias em velocidades maiores com uma relação bem baixa, economizando combustível.

Leo Doca – Agência Transporta Brasil (ATB)
leodoca@transportabrasil.com.br

Clique aqui para assistir a vídeos sobre transporte todos os dias na TV Transporta Brasil

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS