Scania terá caminhões a gás de 460 cavalos para o agro até o fim de 2024

Scania terá caminhões a gás de 460 cavalos para o agro até o fim de 2024

RODOTRENS MOVIDOS A GÁS: Scania vai trazer motores a gás mais potentes para o Brasil de olho no transporte de grãos em rodotrens com este tipo de propulsão

Baús com teto de fibra da 4TRUCK são opção sustentável em implementos
Caminhão paixão! Todo mundo quer entrar no Kenworth T680
Diesel aumenta 10 centavos nas refinarias

A Scania está expandindo a fronteira de atuação de seus caminhões a gás. Lançados há quatro anos, os veículos, com motorização de 410 cavalos, conquistaram diversos clientes e já emplacaram mais de 700 unidades para o transporte rodoviário de cargas industriais e de transferência logística, atuando fortemente nas regiões Sul e Sudeste, em rotas médias de até 500 quilômetros.

Agora, a fabricante quer expandir sua fronteira para esse tipo de veículo movido a Gás Natural Veicular e/ou biometano e acaba de anunciar que está testando seus caminhões no Mato Grosso, estado que recebeu boas notícias sobre a distribuição do combustível alternativo recentemente.

Gás boliviano

Segundo Paulo Genezini, gerente de Sustentabilidade da Scania Brasil, os caminhões a gás da marca estão em testes. Nos próximos meses, a marca vai emplacar seu primeiro veículo movido a gás no Estado do Mato Grosso, por meio da concessionária Scania Rota Oeste, para testes com clientes do agronegócio. O veículo é equipado com motor ciclo Otto de 410 cavalos de potência e poderá ser aplicado no transporte de insumos, defensivos, fertilizantes e produtos em sacas. “O Mato Grosso tem um contrato com o governo da Bolívia, por meio da estatal boliviana Yacimientos Petrolíferos, que garante um abastecimento regular e com custo reduzido. Este gás chega ao Mato Grosso por meio de gasoduto e pode ser um fator de incentivo para os transportadores e produtores rurais adotarem os caminhões movidos a GNV”, disse Genezini.

Paulo Genezini, gerente de Sustentabilidade da Scania

O executivo também informou à reportagem que a Scania pretende lançar no Brasil os motores de 460 cavalos de potência movidos a gás, recentemente apresentados no IAA, feira internacional de caminhões, realizada na Alemanha. Com isso, os caminhões ganham em potência e podem tracionar conjuntos maiores e mais pesados, incluindo bitrens e rodotrens para o transporte de grãos, tanto para os portos do Sudeste, em Santos (SP) e Paranaguá (PR), quanto pela rota do Norte, com destino a Miritituba, no Pará.

De acordo com Genezini, o agro busca a descarbonização de seus processos e precisa de veículos movidos a energias mais limpas. “Uma tonelada de grão brasileiro que entra na Europa precisa apresentar sua pegada de carbono e isso vai ser cada vez mais valorizado no mercado. Por isso, os produtores brasileiros já estão em busca de meios para descarbonizar tanto sua produção agrícola quanto a logística que faz o escoamento destes produtos. É uma demanda parecida com a que levou muitas indústrias do Sudeste e do Sul do Brasil, embarcadores importantes, a exigir de seus transportadores o uso de veículos mais sustentáveis. E o caminhão a gás é um dos protagonistas deste processo”, disse o gerente à reportagem do Portal Transporta Brasil.

Rodotrens movidos a gás

Os caminhões movidos a gás apresentam o mesmo desempenho, torque e potência daqueles movidos a diesel e, por serem ciclo Otto e utilizarem um combustível alternativo, menos poluente e com menor emissão em relação ao diesel, são um caminho para a descarbonização do transporte.

Além disso, o valor do metro cúbico do GNV no Mato Grosso é cerca de 30% mais baixo do que no restante do Brasil, graças à parceria com a Bolívia. “Com isso, o gás fica competitivo em relação ao diesel para a realização do transporte. A Scania está trazendo o motor a gás de 460 cavalos ao Brasil, no máximo até o começo do ano que vem. Isso vai criar um mercado de caminhões que poderão fazer o transporte de grãos em composições de até 74 toneladas, os famosos rodotrens. Em 2024 teremos seguramente os motores de 460 cavalos a gás no Brasil”, concluiu o executivo.

Leo Doca – Agência Transporta Brasil (ATB)
leodoca@transportabrasil.com.br

Clique aqui para assistir a vídeos sobre transporte na TV Transporta Brasil

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS