Ford apresenta versão automática da Transit ao mercado brasileiro

Ford apresenta versão automática da Transit ao mercado brasileiro

Lançamento faz parte da nova divisão Ford Pro, especialista em clientes comerciais. Furgão e minibus têm transmissão automática de 10 marchas

Uma conta digital pensada para caminhoneiros
VW mostra novo caminhão para cana
Mercedes-Benz vende 30 Novos Actros 2651 para a Transportes Botuverá

Finalmente o mercado brasileiro tem uma linha de vans com transmissão automática. Tal iniciativa foi tentada lá atrás, mas não vingou. Mas, agora, parece que vai vingar. A Ford acaba de apresentar as versões com câmbio automático dos furgões e minibus Transit, uma novidade para o mercado de transporte de última milha, encomendas e entregas urbanas e e-commerce.

Na prática, as novas versões da Transit contam com a mesma plataforma. O motor é o mesmo Ford EcoBlue Panther diesel de dois litros e quatro cilindros com até 165 cavalos de potência e com torque máximo de cerca de 380 Nm. Consagrado no mercado, o propulsor tem turbo com geometria variável com boa faixa de torque, baixo atrito interno e correia banhada a óleo para menor desgaste e melhor ruído.

O que muda realmente é a transmissão: a Ford instalou nas novas Transit sua transmissão automática de 10 velocidades com conversor de torque, o que dispensa as trocas manuais e também o uso da embreagem. Por este motivo, a Ford afirma que sua manutenção vai ser 70% mais barata. Esta transmissão é da mesma família das pesadas e luxuosas picapes F-150. Segundo a Ford, o intervalo de troca de óleo da nova transmissão da Transit é de 250 mil quilômetros.

Para cargas e passageiros

As novas versões das vans Transit com câmbio automático estão disponíveis para o transporte de passageiros, nos minibus com capacidade de 15 e 18 passageiros e também no modelo vidrado, e para o transporte de cargas no furgão teto alto L3H3 com 12,4 metros cúbicos de capacidade volumétrica de carga e 1.151 quilos de carga útil.

Para trazer a transmissão automática para suas vans Transit no mercado brasileiro, a Ford realizou cerca de seis milhões de quilômetros em testes em picapes e vans comerciais. As Transit automática também são fabricadas na planta da Nordex, em Montevidéu, no Uruguai. Para o diretor de Veículos Comerciais da Ford América do Sul, Guillermo Lastra, o lançamento é um produto esperado há muito tempo pelos clientes do segmento comercial no Brasil. “Além de reduzir a fadiga e a distração do motorista, a van automática tem um padrão de eficiência, economia e durabilidade que favorece o trampo de atividade e o custo total de operação do veículo”, diz o executivo.

Com a Transit automática na estrada

A convite da Ford, a reportagem do Transporta Brasil realizou um teste drive de cerca de 100 quilômetros por São Paulo e em rodovia no trajeto até Vinhedo, no interior. De fato, o conforto relatado pelo diretor da empresa é constatado logo nos primeiros metros. Nós testamos o furgão teto alto com o câmbio automático de 10 marchas. Inicialmente, a intuição levou o repórter a alcançar a alavanca de câmbio para engatar a primeira marca. Força do hábito. Ao arrancar, a Transit tem boa performance e o ruído interno é baixo. O conforto do motorista começa aí: a boa posição de direção, que já havia sido constatada em outros testes com versões manuais da van, aliada ao baixo ruído interno e à não necessidade de pisar na embreagem e trocar as marchas fazem da experiência de dirigir a Transit automática algo muito bom. No trânsito da cidade, o anda e para fica tranquilo, com boas retomadas e o que os executivos falaram na apresentação do produto é verdade: o motorista e os ocupantes praticamente não percebem as trocas das marchas. Nas rampas e ruas íngremes, o sistema de auxílio de partida em rampa funciona bem.

Ao alcançar a Rodovia dos Bandeirantes rumo ao interior, a Transit teve bom desempenho, com aceleração gradual e bom torque até chegar aos 100 km/h, uma ótima velocidade de cruzeiro para um veículo de carga. A impressão ao dirigir foi a melhor possível. De fato a Transit automática consegue entregar o que promete: nivelar as médias de consumo entre diferentes motoristas dentro de uma mesma frota e padronizar os estilos de direção. Tudo isso porque o câmbio automático de 10 velocidades trabalha sob o controle de uma central eletrônica que escalona as trocas de marchas para cada situação, evitando picos de rotação e gastos desnecessários de combustível. A van utiliza o Arla 32 para cumprir as regras de emissões Proconve L7 / Euro 6. Parece uma ótima ideia integrar veículos automáticos desse porte à frota de uma transportadora.

O gerente de Desenvolvimento do Produto da Ford América do Sul, Daniel Santos, em conversa com a reportagem do Transporta Brasil, lembrou que um motorista faz mais de 750 mil trocas de marchas por ano em um veículo manual. “A nova transmissão automática da Transit elimina esse esforço e aumenta o conforto do condutor que passa longos períodos no volante. O número maior de relações da transmissão automática permite que o motor funcione mais próximo da eficiência máxima e sua aceleração suave e progressiva ajuda a elevar o padrão de condução dos motoristas”, explica o engenheiro.

E o preço?

Segundo a Ford, as Transit automáticas já estão disponíveis no mercado brasileiro, à pronta entrega, nas mais de 100 concessionárias espalhadas por todo o País. O preço de entrada para a versão de passageiros, a vidrada, é de R$ 298.200,00. Para a versão de carga, o furgão teto alto L3H3, o preço sugerido parte de R$ 274.200,00. Um lembrete importante: a versão furgão L3H3 tem PBT de 3,5 toneladas e pode ser conduzida por motorista com CNH categoria B. As demais versões, para passageiros, exigem CNH Categoria D. A Ford trabalha em parceria com o banco Bradesco para viabilizar formas de financiamento dos veículos.

Manutenção conectada e suporte do fabricante

As novas versões da Transit fazem parte da Ford Pro, a marca da empresa para o atendimento de clientes comerciais e profissionais que promete atendimento personalizado em toda a rede, além de serviços especiais no pós-venda. “A Ford é líder global em soluções para veículos comerciais e com a chegada da Ford Pro estamos reforçando a nossa estrutura local para atender esse cliente de forma 100% dedicada. Nosso objetivo é oferecer um portfólio completo de produtos e serviços desenhados para trazer o maior retorno para o negócio do cliente comercial, baseados na jornada específica desse tipo de consumidor”, diz Matias Guimil, gerente de Estratégia e Produto da Ford América do Sul.

No pacote, a Ford Pro oferece um ecossistema digital de atendimento, com um aplicativo para o monitoramento dos veículos e a possibilidade de detecção remota de 3.500 modos de falha e 1.500 alertas eletrônicos possíveis. Além disso, a empresa disponibilidade um centro de distribuição de peças no interior paulista com fornecedores regionais e rápido atendimento em qualquer item necessário. O programa Ford Pro também oferece um serviço de assinatura de veículos para clientes pequenos e grandes frotistas.

Leo Doca – Agência Transporta Brasil (ATB)
leodoca@transportabrasil.com.br

Clique aqui para assistir a vídeos sobre transporte na TV Transporta Brasil

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS