Mercedes-Benz Sprinter mista para cargas e passageiros na Argentina

Mercedes-Benz Sprinter mista para cargas e passageiros na Argentina

Confira esta matéria especial direto da Argentina dos nossos parceiros da Agência AutoMotrix e MinutoMotor sobre uma Sprinter muito diferente

Tora Transportes: mais 200 caminhões em 2019
Plantão Covid-19 – episódio 55 – Quem transporta se importa
Coronavírus adia reuniões e eventos do setor de transportes
por Santiago Di Pardo, do “MinutoMotor”/Argentina
especial para AutoMotrix e Agência Transporta Brasil

Há dois anos, a Mercedes-Benz apresentou na Argentina, onde a linha de furgões Sprinter é produzida, as versões furgão misto, com teto normal ou elevado. As duas novas configurações ampliam a versatilidade da linha Sprinter ao combinar a capacidade de transporte das versões de carga e acrescentar três bancos individuais posicionados atrás do motorista, conferindo ao veículo a capacidade de levar cinco passageiros.

Devido ao seu peso bruto total de 3.500 quilos, requerem apenas a categoria B da carteira de motorista. Segundo a marca alemã, o Sprinter furgão misto 3665 é ideal não só para viagens, mas também para empresários, graças a sua versatilidade, somada à cabine espaçosa, com bastante espaço para carga. Não há previsão sobre a chegada da configuração ao mercado brasileiro.

As novas versões preservam as características da atual geração da Sprinter, apresentada em meados de 2019, com o mesmo design de cabine renovado. As atualizações incluem assentos mais ergonômicos, partida sem chave e um sistema de ar-condicionado com controle de temperatura semiautomático. A versão furgão misto com teto normal utiliza a mesma mecânica dos modelos Van Street (motor a diesel de 114 cavalos), enquanto a 3665 de teto alto tem uma unidade de 163 cavalos. No mercado argentino, o furgão misto quatro mais um com teto normal é oferecido por US$ 33.981, cerca de R$ 173 mil, enquanto a versão com teto elevado parte de US$ 38 mil, aproximadamente R$ 194 mil. (colaborou Edmundo Dantas/AutoMotrix)

Primeiras impressões – Conforto de condução invejável

Buenos Aires/Argentina – A Mercedes-Benz Sprinter, assim como seus concorrentes, é um modelo mais voltado para o público de caminhões. Também é o caso da versão furgão misto 3665 3,5 teto elevado. As suas dimensões são de 5,93 metros de comprimento, 2,34 metros de largura com espelhos incluídos e 2,62 metros de altura. É possivelmente um dos furgões mais bonitos do mercado, mas esse item é um dos menos importantes para os clientes desse tipo de modelo. A cabine é um “escritório” com grande espaço de carga. Os bancos são bastante ergonômicos, a partida é feita em um botão e o sistema de ar-condicionado tem controle de temperatura semiautomático. Essa versão mista adiciona uma segunda fila para mais três passageiros e reduz o espaço de carga, que é bem protegido e muito bem acabado. Entre os equipamentos do modelo se destacam o Controle Adaptativo de Estabilidade, que funciona em função do peso. Além disso, acrescenta o sistema de frenagem ativa (essencial para o trabalho diário), a assistência ao arranque em subidas, o assistente de vento cruzado, o cruise control e o alerta de fadiga.

O motor dessa Sprinter é um 2.1 biturbo a diesel com 163 cavalos a 3.800 rpm e 36,7 kgfm de 1.400 a 2.400 rpm. É ágil e forte para rodar na cidade. Até o acoplamento dos turbos pode parecer um pouco lento, mas depois reage satisfatoriamente. A unidade está associada a uma caixa manual de 6 velocidades com engates precisos. Uma transmissão automática seria bem-vinda para tornar a direção mais confortável para os usuários que trabalham todos os dias.

Quanto mais peso o veículo carrega, mais equilibrado ele fica – algo usual nos utilitários desse segmento. Em um dia com pouca carga, os números de consumo giraram em torno de 12,5 km/l, em uma jornada de trabalho que misturou o trânsito da cidade e trechos na estrada. Entre os equipamentos do modelo se destacam o Controle Adaptativo de Estabilidade, que funciona em função do peso. Além disso, acrescenta o sistema de frenagem ativa (essencial para o trabalho diário), a assistência ao arranque em subidas, o assistente de vento cruzado, o cruise control e o alerta de fadiga.

por Santiago Di Pardo, do “MinutoMotor”/Argentina – especial para AutoMotrix e Agência Transporta Brasil

Clique aqui para assistir a vídeos sobre transporte todos os dias na TV Transporta Brasil

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS