Volvo exibe os novos FH, FM e FMX Euro 6, com destaque para o FM Electric

Volvo exibe os novos FH, FM e FMX Euro 6, com destaque para o FM Electric

Linha Euro 6 está equipada com a nova caixa de câmbio I-Shift de 7ª geração, com trocas de marcha até 30% mais rápidas

Volvo FH reina absoluto no mercado brasileiro de caminhões pesados
Volvo Trucks lança edição especial do FH na Europa em homenagem a festival de heavy metal
DHL encomenda 44 caminhões elétricos da Volvo na Europa

Apresentada recentemente, a nova linha F de caminhões pesados da Volvo está agora sendo exibida aos clientes e ao público em geral no estande da marca na Fenatran 2022. Atendendo a nova regulamentação Euro 6/Proconve P8, com significativa redução na emissão de poluentes, as novas versões do Volvo FH, FM e FMX têm consumo de combustível até 8% menor, numa grande contribuição para o aumento da rentabilidade do transportador.

Os veículos começam a ser produzidos em janeiro de 2023 no complexo industrial da Volvo em Curitiba, no Paraná. Mas os clientes que participarem da feira poderão fazer a aquisição de imediato, inclusive em condições de compra vantajosas, durante o período do evento. “Nossa geração Euro 6 está à frente do que a legislação exige, com melhorias em tecnologia e segurança e uma redução do impacto ambiental. É o nosso compromisso com a produtividade e a sustentabilidade nos transportes”, declara Wilson Lirmann, presidente do Grupo Volvo América Latina. “É uma linha de caminhões excepcional, repleta de novidades e com excelente eficiência energética para todas as aplicações do transporte brasileiro”, completa Alcides Cavalcanti, diretor executivo de caminhões da Volvo no Brasil.

Motorização avançada – Com potências de 380cv, 420cv, 460cv, 500cv e 540cv, o novo motor Volvo D13K Euro 6 é uma das grandes novidades. “Ele foi projetado com uma especificação mais evoluída e um sistema mais eficiente de pós-tratamento de gases”, afirma Jeseniel Valerio, gerente de engenharia de vendas da Volvo do Brasil. Com componentes mais robustos, possui agora um sistema de injeção Common Rail, dotado de injetores de combustível de alta pressão e precisão, além da exclusiva tecnologia de combustão “Wave”, que garante uma queima mais rápida e eficiente do diesel com o ar e um maior rendimento energético, tudo com foco em economia de combustível e menos emissões.

O novo turbocompressor é ainda mais silencioso e eficiente, gerando torque máximo em rotações ainda menores. É exatamente o mesmo motor que equipa os caminhões da marca na Europa e nos principais mercados globais. “É o estado da arte tecnológico para auxiliar os transportadores a obter melhores resultados, aumentar a produtividade e reduzir o custo operacional”, diz Valerio. O projeto também priorizou o mercado brasileiro, para atender as exigentes condições locais de severidade.

I-Shift de 7ª geração – A linha Euro 6 está equipada com a nova caixa de câmbio I-Shift de 7ª geração, com aprimoramentos que resultaram em trocas de marcha até 30% mais rápidas. “A engenharia da Volvo desenvolveu uma transmissão ainda melhor, mais robusta, muito mais eficiente, garantindo mais benefícios na operação de transporte, seja no desempenho do veículo ou na redução do consumo do combustível”, declara Jeseniel Valerio.

Mesmo com tanta evolução, a Volvo manteve ou otimizou características consagradas. É o caso da Aceleração Inteligente Volvo, a tecnologia que baixou o consumo de combustível com algoritmos que identificam a necessidade real de torque e potência conforme a topografia e a carga, controlando a injeção de combustível de forma ultra precisa. Outro dispositivo mantido é o I-See pré-mapeado, tornando o veículo ainda mais inteligente e conectado. O I-See recebe as informações da estrada via conectividade e faz a gestão dos dados de topografia para gerenciar de forma mais eficiente o embalo, a aceleração, as trocas de marcha e o freio motor para economizar combustível.

FM 100% elétrico – O FM Electric tem opções com PBTC (Peso Bruto Total Combinado) de até 44 toneladas. Pode ser equipado com pacotes de duas a seis baterias (180-540 kWh), dependendo do tipo de aplicação a que for destinado. Com suspensão a ar em todos os eixos, é dotado de freios de regeneração (recupera a energia quando o freio é acionado). “É uma tecnologia bastante útil e eficiente para operações urbanas, na qual as frenagens e arrancadas são constantes”, declara Alan Holzmann, diretor de planejamento de produto da Volvo Trucks na América Latina.

Ao fim da jornada diária de trabalho pode ter carregamento noturno com corrente alternada, em estações de abastecimento no pátio da transportadora. Como alternativa, podem ser feitas recargas rápidas em corrente contínua. “Os pontos de recarga são definidos em conjunto com os transportadores, de acordo com o perfil da rota, distância e peso da carga”, explica Alcides Cavalcanti, diretor executivo de caminhões da Volvo no Brasil.

Alto desempenho – O FM Electric tem potência de até 490 kW (660hp). Equipado com a consagrada caixa de câmbio I-Shift, é um veículo para uma série de diferentes operações: desde o transporte de produtos industrializados, cargas refrigeradas, alimentos e bebidas, até bens de consumo e hortifrutigranjeiros, podendo ser implementado com baú ou sider, em carretas de dois ou três eixos.

Além de proporcionar zero emissões de gases, o novo caminhão tem baixíssimo nível de ruído, o que o torna uma excelente opção para executar tarefas urbanas e à noite, sem provocar poluição sonora e incômodo em áreas residenciais. Pode até ser utilizado em ambientes fechados como galpões e armazéns, por exemplo. Outro atributo importante é que o veículo oferece pouca vibração, garantindo um ambiente de trabalho muito mais confortável para os motoristas que passam longas horas dentro da cabine.

Como em todos os produtos Volvo, a reciclabilidade do FM Electric é alta. Com uma estimativa média de duração de oito anos, as baterias podem ter uma segunda vida de mais de 20 anos, servindo como unidades de armazenamento de energia para casas, prédios e outras instalações alimentadas por geração fotovoltaica ou eólica.

Por Ricardo Panessa, especial para Agência Transporta Brasil

Clique aqui para assistir a vídeos sobre transporte todos os dias na TV Transporta Brasil

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS