Marcopolo fecha primeiro trimestre com resultados positivos no pós-pandemia

Marcopolo fecha primeiro trimestre com resultados positivos no pós-pandemia

Gigante dos ônibus com sede em Caxias do Sul (RS) fechou o primeiro trimestre de 22 com aumento de 15% nos resultados

Marcopolo cria sistema de renovação de ar no interior dos ônibus
Marcopolo usa grafeno para fazer ônibus mais leves e resistentes
Geração 8 de ônibus Marcopolo deve chegar ao mercado em agosto

A Marcopolo, líder de mercado em encarroçamento e desenvolvimento de ônibus no Brasil e no exterior, sente os efeitos da retomada da normalidade no mercado de transporte de passageiros, um dos mais prejudicados pela pandemia de Covid-19. De acordo com a empresa, os resultados do primeiro trimestre deste ano, de janeiro a março, foram 14,9% maiores do que no mesmo período do ano passado. A empresa teve receita líquida de R$ 958,6 milhões, sendo R$ 588,5 milhões provenientes de negócios no mercado interno e R$ 370,2 milhões no mercado externo.

Ao todo, a Marcopolo produziu, de janeiro a março de 2022, 3.084 unidades de ônibus, um número 5% superior ao alcançado no primeiro trimestre de 2021. Este resultado deu à empresa uma participação de 53,4% na produção brasileira de carrocerias.

Volare e urbanos

Depois de quase dois anos com grande redução na movimentação de passageiros e com as operadoras amargando prejuízos pela falta de demanda pelo transporte, a Marcopolo enxerga um mercado em retomada, principalmente no segmento de ônibus rodoviários. De acordo com a empresa, as vendas dos rodoviários representaram 35% dos volumes entregues até março deste ano, contra 13% no mesmo período do ano passado.

O segmento de micro-ônibus, operado pela Volare, empresa do grupo Marcopolo, manteve volumes estáveis de entregas no período, com 816 unidades para o programa Caminho da Escola, com 455 modelos urbanos e 361 veículos completos Volare. A previsão é que a empresa entregue mais 2.685 unidades ainda este ano.

“Esperamos um ano de 2022 mais positivo, com uma performance que tende a melhorar ao longo dos próximos meses. Temos expectativa de recuperação do mercado de rodoviários pesados, com a volta das atividades de turismo, e das linhas regulares. Contamos ainda com o sucesso no lançamento da Geração 8, que contribuiu positivamente com os resultados do 1T22”, avalia José Antonio Valiati, CFO e diretor de Relações com Investidores da Marcopolo. O executivo acredita que, com o recuo da pandemia, o ônibus se apresente como solução ideal para o trânsito nas grandes cidades. “O ônibus tem melhor custo-benefício para viagens de média e longa distância e é um modal adaptado para emissões reduzidas independentemente da propulsão escolhida. Seguimos vocacionados a fornecer o melhor produto para os desafios da mobilidade terrestre com conforto, segurança e novas tecnologias”, conclui Valiati.

Leo Doca – Agência Transporta Brasil (ATB)
leodoca@transportabrasil.com.br

Clique aqui para assistir a vídeos sobre transporte todos os dias na TV Transporta Brasil

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS