Ford cria nova divisão de veículos comerciais em terras brasileiras

Ford cria nova divisão de veículos comerciais em terras brasileiras

Nova área vem três anos depois de a fabricante fechar sua produção de caminhões no país. Empresa vai comercializar suas vans e furgões Transit, produzidos no Uruguai

Primeiro Scania a gás da mineração é do Brasil
ZF amplia sua divisão E-Mobility
DAF já financiou mais de mil caminhões com banco próprio

A Ford está de volta às terras brasileiras com suas iniciativas para veículos comerciais. Depois de três anos do fechamento de sua fábrica de caminhões em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, a empresa retoma o mercado de comerciais no Brasil criando uma área específica para estes negócios.

A Divisão de Veículos Comerciais da Ford no Brasil vai trabalhar, inicialmente, prioritariamente com as vans e furgões Transit, antes fabricados na Turquia, agora no Uruguai, na linha da Nordex em Montevidéu. O departamento vai cuidar das vendas, pós-vendas e experiência dos clientes. “A Ford é líder mundial em veículos comerciais, conhece esse consumidor melhor do que ninguém. Com essa nova organização 100% dedicada ao segmento, vamos trabalhar com um só objetivo, que é garantir o menor custo de posse e o maior retorno para os nossos clientes”, diz Guillermo Lastra, diretor de Veículos Comerciais da Ford América do Sul.

Transit velha de guerra

Sem muitas mudanças desde o modelo que era fabricado na Turquia e já disponível no Brasil, a Ford Transit é uma van ou furgão que pode ser aplicada a diversos tipos de trabalhos no transporte urbano das nossas grandes cidades, para a movimentação de cargas ou passageiros. A Transit é um projeto de 60 anos que já vendeu mais de 10 milhões de unidades em todo o mundo, ostentando a liderança de vendas nos EUA e Europa.

Em seu próximo passo, o projeto da Transit vai evoluir para a eletrificação. Segundo a Ford, a versão elétrica está em testes na Europa.

Para rodar pelo Brasil e por toda a América do Sul, a Ford Transit passou por um programa de 20 mil horas de trabalhos de engenharia e um milhão de quilômetros rodados em testes nas condições reais. Na fábrica da Nordex no Uruguai, a Transit utiliza uma linha de montagem nova que teve investimentos de 50 milhões de dólares. O Uruguai é o quinto país a fabricar a Ford Transit no mundo, depois de Estados Unidos, Turquia, Rússia e China.

“A nova fábrica é resultado de um modelo inovador de parceria da Ford com a Nordex, empresa especializada em manufatura e com mais de 50 anos de experiência no setor. Ela garante uma estrutura altamente eficiente e com custos competitivos para atender o tamanho e as necessidades do nosso mercado, com padrão global de excelência e qualidade”, afirma Guillermo Lastra.
Primeiro, os passageiros

Para recomeçar sua estratégia de vendas no Brasil, a Ford vai primeiro oferecer a Transit em sua versão Minibus, com versões para 15 ou 16 ocupantes e para 18 ou 19 ocupantes, contando com o motorista. De acordo com a Ford, a versão furgão de carga chega em seguida com opções de cabine média ou longa e diversas opções de configurações.

A Ford Transit está equipada com motor Ford FWD 2.0 EcoBlue movido a diesel que desenvolve potência de até 105 cavalos. O motor tem quatro cilindros e conta com sistema turbocompressor e o torque máximo chega a 350 Nm a 1.300 rpm. A transmissão é manual de seis velocidades e a tração deste veículo é dianteira.

Clique aqui para conhecer nosso conteúdo no Facebook

Leo Doca – Agência Transporta Brasil (ATB)
leodoca@transportabrasil.com.br

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS