Scania faz venda de R$ 100 milhões em caminhões a gás

Scania faz venda de R$ 100 milhões em caminhões a gás

Reiter Log, do Rio Grande do Sul, comprou 124 caminhões da marca com motor de 410 cavalos de potência movido a gás

Primeiros VW Meteor vão transportar refrigerantes no Rio de Janeiro
Transportadoras do Brasil estão prontas para distribuir a vacina da Covid-19
Plantão Covid-19 – episódio 21 – Ações da Polícia Rodoviária Federal: atualização

A Scania segue ampliando seu mercado de caminhões a gás no Brasil, seguindo a tendência da busca de seus clientes por soluções de transporte mais sustentáveis. Agora, a empresa anunciou um negócio de R$ 100 milhões com a Reiter Log, transportadora de Nova Santa Rita (RS), que inclui a venda de 124 caminhões da marca movidos a gás, modelo R 410.

O negócio foi fechado há algum tempo e as entregas foram programadas para terminar no primeiro semestre do ano que vem. “A Reiter Log passa a ter uma das maiores frotas a gás do Brasil e, sem dúvida, a mais ampla da região Sul. Trata-se de um operador logístico muito forte a nível nacional e que vem se unindo aos seus embarcadores na busca por um setor mais sustentável. Um compromisso sério que passa a pautar todas as ações da empresa. São exemplos assim que transformam o mundo dos transportes”, afirma Silvio Munhoz, diretor de Vendas de Soluções da Scania no Brasil. “Iniciativas como a da Reiter Log estão confirmando as tendências apontadas pela Scania desde que assumimos o compromisso de liderar a transição para um setor de transporte mais sustentável. Com esta compra expressiva e colocando a sustentabilidade como prioridade, a Reiter Log se torna um dos grandes parceiros da Scania nesta jornada”.

Frota movida a biometano

Com uma frota gigante de caminhões a gás, a Reiter Log estuda produzir seu próprio combustível, o biometano, a partir da decomposição de matéria orgânica. Este passo faz do ciclo do caminhão a gás um projeto ainda mais sustentável, já que o biometano é renovável e não-fóssil. De acordo com o principal executivo da transportadora, Vinícius Reiter Pilz, a ideia é realizar um projeto com a GEO Energética para mapear suas rotas e implementar o abastecimento. “Temos muito orgulho de ter uma das maiores frotas de caminhões movidos a gás do Brasil e da América Latina. Queremos fazer parte como protagonistas desta mudança para um transporte mais sustentável. Estamos abrindo as portas com nossos embarcadores para mostrar que podemos mudar a matriz energética nacional”, diz o empresário.

Caminhões em diferentes configurações

Os novos caminhões a gás Scania da Reiter Log são todos do modelo R 410, com motor ciclo Otto movido a Gás Natural Veicular e/ou biometano que desenvolve até 410 cavalos de potência. A cliente escolheu três diferentes configurações de eixos para os cavalos-mecânicos: 4×2, 6×2 e 6×4. Estes caminhões vão trabalhar no Sul e Sudeste do Brasil rodando cerca de 10 mil quilômetros por mês carregados com produtos alimentícios, bebidas, produtos de varejo, de higiene e limpeza, cosméticos, encomendas do e-commerce e itens do agronegócio, indústria farmacêutica e petroquímica. A Reiter informou que os caminhões serão abastecidos inicialmente em postos nas rodovias ao longo de suas rotas atuais.

Mais caminhões novos a diesel

Cliente dos caminhões Scania da nova geração, a Reiter Log anunciou também que, além dos novos modelos a gás, vai completar sua frota de caminhões a diesel com 110 unidades até o fim do ano. Segundo a empresa, a meta é ter apenas Scanias da nova geração rodando em sua frota até o ano que vem.

Não explode e rende igual ao diesel

Os caminhões a gás da Scania, apresentados ao mercado há cerca de dois anos, têm feito sucesso entre diversos clientes da marca e sempre levantam as questões: são realmente seguros? Aqueles cilindros de alta pressão não explodem? Eles têm o mesmo rendimento e performance dos caminhões a diesel?

Sim! Eles são seguros. De acordo com a fabricante, os tanques cilíndricos de alta pressão utilizados para armazenar o gás são feitos de compostos ultra-resistentes como o kevlar, que também é utilizado em blindagens e armas militares.

Segundo os engenheiros da Scania, os cilindros e as válvulas são fabricados sob a certificação do Inmetro. Existem três válvulas: uma de pressão, uma de vazão e uma de temperatura. Elas liberam o gás em caso de alguma anomalia nesses três parâmetros.

E, segundo motoristas que já operam com o caminhão em empresas como RN Logística e TransMaroni, os caminhões a gás não perdem nada em desempenho e rendimento se comparados com seus similares movidos a diesel. A diferença é o ruído, muito menor no gás.

Clique aqui para conhecer nosso conteúdo no Facebook

Leo Doca – Agência Transporta Brasil (ATB)
leodoca@transportabrasil.com.br

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS