Ônibus da Mercedes-Benz aplicam mais de 10 mil doses de vacina contra Covid-19 por mês

Ônibus da Mercedes-Benz aplicam mais de 10 mil doses de vacina contra Covid-19 por mês

Cruz Vermelha recebeu os dois ônibus em junho e superou todas as metas de vacinação. Veículos chegam ao Estado do Rio de Janeiro e vão atender as cidades de Tanguá e São Gonçalo

Meritor terá nova fábrica de R$ 200 milhões no eixo da Dutra
Caminho da Escola ganha mais de 800 ônibus MB
Peugeot vai de Boxer Minibus para a Fenatran

A Mercedes-Benz, a Cruz Vermelha, o Ministério da Saúde e diversos outros parceiros, incluindo o governo da Alemanha, estão empenhados em ajudar o Brasil na imunização de toda a população contra a Covid-19. Uma das iniciativas com a participação da Mercedes, a vacinação da Cruz Vermelha a bordo de dois ônibus fabricados e doados pela empresa, tem surpreendido pela eficiência e superação das metas de vacinação.

Planejados para vacinar cerca de 4.000 pessoas por mês, os dois ônibus da Mercedes-Benz, um um modelo rodoviário O 500 R e um urbano OF 1519, atingiram a marca de 30 mil doses aplicadas em menos de três meses. A campanha acontece junto com a vacinação que ocorre com as oito carretas da saúde, que são movidas por caminhões Mercedes-Benz e atendem a população brasileira também com apoio do Ministério Federal de Cooperação Econômica e Desenvolvimento da Alemanha (BMZ), via DEG/KfW, que financiou a transformação dos ônibus em postos móveis de vacinação.

“Antes de iniciar a vacinação, tínhamos projetado uma média de 4.000 doses aplicadas por mês. Para nossa satisfação e alegria, superamos em 300% essa meta. O desafio agora é manter este ritmo fantástico, sempre contando com nossos voluntários e com as secretarias de saúde e as prefeituras participantes”, afirma Júlio Cals, presidente Nacional da CVB. “Graças a essa parceria tão importante da Cruz Vermelha Brasileira com a Mercedes-Benz, já estamos levando ajuda humanitária aos locais mais distantes do nosso País, atenuando o sofrimento daqueles que mais precisam diante dessa severa pandemia. Juntos, #UnindoForças, seguimos salvando vidas”.

Vacinação Brasil afora

Os ônibus da Mercedes-Benz já passaram por Alagoas, Rio Grande do Norte, Ceará, Minas Gerais, e agora em agosto, vão atender a população do Rio de Janeiro. Eles vão estar em Tanguá até 31 de agosto e, depois, irão ficar em São Gonçalo de 1 a 15 de setembro.

De acordo com a Mercedes, cerca de 54% das doses de vacinas contra Covid foram aplicadas na unidade móvel do ônibus rodoviário e 46% no modelo urbano. A maioria dos vacinados são mulheres, com 54% do total contra 46% de homens e 86% dos vacinados nos veículos receberam sua primeira dose. Os que tomaram a segunda dose foram apenas 1% e os cidadãos que receberam a vacina de dose única dentro dos ônibus foram 13% do total.

Como foi a transformação dos ônibus?

Conversamos com Edvaldo do Carmo Oliveira Jr, diretor Comercial da Eco X, a empresa que realizou o projeto de transformação dos ônibus da Mercedes em unidades de vacinação. Ele conta que a execução do projeto durou cerca de quatro meses, mas que para fazer outras unidades o prazo cai para dois meses.

“A Mercedes-Benz nos apresentou a ideia e começamos a estudar os dois ônibus, o rodoviário e o urbano, que têm diferentes medidas e metragens. Consideramos tudo, desde a energização, os compartimentos de água limpa e água utilizada, a climatização dos ambientes, a segurança microbiológica do ambiente, até as necessidades dos refrigeradores para manter as vacinas. Após todo este estudo em detalhes, criamos um projeto em 2D e depois 3D, que foram aprovados pela Mercedes e pela Cruz Vermelha. Todos os itens das unidades atendem às exigências da Anvisa”, revela o executivo.

Um dos grandes destaques em tecnologias utilizadas nos ônibus, segundo o diretor da Eco X, é o sistema de tratamento de ar que elimina 99,9% de todos os germes do ar e de superfícies. “Outra questão que precisou de tecnologia de ponta foi o sistema de refrigeração das vacinas, que precisa manter as doses em temperaturas abaixo de -8ºC”, diz Edvaldo.

Com suporte oferecido pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo), a participação do governo alemão no projeto de Unidades Móveis de Saúde é realizada por meio do develoPPP.de, um programa do BMZ que, entre diversas ações globais, destina recursos para programas em países emergentes e em desenvolvimento com foco em questões sociais, ambientais e econômicas.

As transformações dos ônibus em unidades de vacinação ficaram a cargo da Eco X, empresa especializada do setor. A Elber Medical forneceu as câmaras de conservação das vacinas e a Sunew, os painéis solares que garantem energia para as geladeiras de vacinas (adesivos no teto do veículo com a tecnologia OPV para o modelo rodoviário).

Clique aqui para conhecer nosso conteúdo no Facebook

Leo Doca – Agência Transporta Brasil (ATB)
leodoca@transportabrasil.com.br

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

 

 

COMMENTS