Gigante do concreto compra 150 caminhões betoneira da Volvo

Gigante do concreto compra 150 caminhões betoneira da Volvo

Modelo Volvo VM Light Mixer foi criado para oferecer às empresas que movimentam concreto uma carga útil maior, com menor tara. Cliente foi a Polimix, de São Paulo

Grupo Convicta amplia frota de betoneiras com a compra de 20 Tector 6×4 da Iveco
Volvo celebra 70 mil VMs fabricados e segundo turno na produção
Concreserv recebe lote de 40 caminhões da MAN Latin America

A Polimix, empresa que atua fortemente no segmento de concreto, acaba de comprar 150 caminhões Volvo zerinho. Os modelos, do tipo betoneira, para o transporte do concreto até as obras, são os Volvo VM Light Mixer, um caminhão criado pela Volvo para trazer mais rentabilidade para este segmento, já que tem menor tara e maior capacidade de carga, transportando até um metro cúbico de concreto a mais, segundo a Volvo.

A fabricante já entregou 52 caminhões e os 98 que faltam chegarão a São Paulo até o final de julho. Os novos caminhões da Polimix vão trabalhar com o transporte de concreto da central dosadora da empresa até as obras dos clientes, principalmente na região Metropolitana de SP.

O líder de Negócio da Polimix Concreto, Galid Osman, considera que esta é uma aquisição importante para a frota, pois a Polimix trabalha constantemente para aumentar a produtividade e baixar custos de operação. “Queremos ser cada vez mais rápidos e ágeis no serviço prestado ao nosso cliente”, diz o executivo.

Para a Volvo, a Polimix é uma parceira de longa data, que tem tradição no mercado. “É um negócio marcante para nós. A Polimix é uma empresa com longa tradição em serviços de qualidade e uma das líderes brasileiras na área em que atua”, comenta o diretor Executivo de Caminhões da Volvo, Alcides Cavalcanti.

Modelo ideal para o trabalho

Os caminhões VM 270 8×4 Light Mixer da Volvo foram projetados para esta vocação de transporte de concreto em implemento do tipo betoneira. Este modelo utiliza chapas de aço LNE 60, uma exclusividade da Volvo. De acordo com a fabricante, este material permite que o caminhão seja construído com chapas mais finas e mais resistentes, trazendo leveza para o veículo. Além disso, o caminhão traz a transmissão manual de nove marchas, que é mais leve do que a transmissão automatizada I-Shift de 10 velocidades.

Esta versão do VM traz uma nona marcha “crawler”, para arrancadas difíceis, em que é necessário ter o máximo torque do motor. Falando em motor, esta versão do VM traz o tradicional motor de 270 cavalos de potência, fabricado pela MWM. Um propulsor consagrado, que traz equilíbrio entre eficiência, leveza e força.

O implemento, a betoneira, que tem projeto e fabricação da Liebherr, parceira da Volvo, também é mais leve. O resultado de tudo isso é um conjunto com tara final 900 quilos mais leve do que a versão do VM betoneira 8×4 anterior. O Light Mixer tem tara de 7.920 kg, contra 8.820 km do caminhão antigo.

A tara total do conjunto, somando o caminhão e a betoneira da Liebherr, teve uma redução de 2.500 kg e ficou em 11.650 kg, o que, segundo a Volvo, possibilita transportar até um metro cúbico a mais de concreto, cumprindo a Lei da Balança.

Encantar o cliente

Segundo a Volvo, esta é a primeira vez que a Polimix compra caminhões de sua marca, mas já trabalha há anos com equipamentos da linha amarela Volvo CE. Os novos caminhões da empresa chegam todos com Plano de Manutenção Ouro Volvo, o mais completo, e cobertura total nas manutenções preventivas e corretivas. Além disso, parte da compra foi financiada pela Volvo Financial Services.

Leo Doca – Agência Transporta Brasil (ATB)
leodoca@transportabrasil.com.br

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS