Caminhões elétricos FNM rodam com transmissão automática Eaton

Caminhões elétricos FNM rodam com transmissão automática Eaton

Com duas velocidades, as caixas de transmissão foram desenvolvidas nos Estados Unidos e nasceram para equipar ônibus elétricos

Volkswagen fica mas perto de fabricar caminhões elétricos no Brasil
Iveco foi a marca de caminhões que mais cresceu em 2020
ZF amplia sua divisão E-Mobility

Os novos caminhões FNM, que chegam à atualidade com uma geração de veículos elétricos, estão em testes em clientes como a Ambev e foram equipados com transmissão Eaton e-Mobility de duas velocidades.

Frota em testes

Segundo os fabricantes, cerca de mil unidades do caminhão leve 100% elétrico estão rodando em testes na operação de transporte e distribuição de bebidas. Eles receberam a transmissão automática Eaton de alto torque e duas velocidades por suas características compactas e de baixo peso.

“A EATON oferece soluções integradas para melhorar a eficiência nos variados sistemas de powertrain de veículos leves a pesados, sejam eles à combustão ou eletrificados, sempre buscando soluções customizadas para as necessidades locais. Nos veículos elétricos, a transmissão reduz a rotação do motor, permitindo uma aceleração mais rápida e potência para as diferentes condições de cargas e locais íngremes. Além disso, contribui com um consumo mais econômico de energia, fazendo com que a bateria dure mais tempo”, comenta Sérgio J Kramer, diretor geral para Veículos Comerciais e Fora-de-Estrada da EATON.

De acordo com a Eaton, a transmissão de duas velocidades, que foi inicialmente projetada para ônibus elétricos, já rodou bilhões de quilômetros e comprovou sua força e qualidade nas operações urbanas de anda e para. A fabricante informou também que este projeto foi feito para gastar pouca energia da bateria, ao mesmo tempo que entrega um torque máximo de 700 Nm.

Leo Doca – Agência Transporta Brasil (ATB)
leodoca@transportabrasil.com.br

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS