Cavalinho digital

Cavalinho digital

Mercedes-Benz Novo Actros 2045 é o caçula da família de caminhões pesados que vem com o painel todo digital e opção de retrovisores MirrorCam, que usam câmeras digitais e telas para fazer o trabalho

92 novos em ação: Pra Frente Brasil
Ford cria nova divisão de veículos comerciais em terras brasileiras
Mercedes-Benz lança o caminhão Arocs 8×4 fora-de-estrada feito no Brasil

O cavalo-mecânico Novo Actros 2045 4×2 LS com suspensão pneumática da Mercedes-Benz é o modelo de entrada da família de caminhões digitais da fabricante alemã. Famoso por seu sistema opcional de retrovisores digitais, o MirrorCam, que ajuda a eliminar pontos cegos e dá aquela força para o motorista nas manobras mais difíceis, o caminhão tem uma série de outros equipamentos de série inéditos no Brasil. Antes de citar cada um deles, vamos conhecer o caminhão mais de perto:

Cavalinho “toco” rodoviário

O modelo com configuração de eixos 4×2 (conhecido popularmente como “toco”) tem aplicação indicada para operações rodoviárias de média e longa distância com o uso de carretas simples de dois ou três eixos. É muito comum as transportadoras utilizarem este tipo de caminhão para trabalhos com carga fracionada, produtos refrigerados e outras cargas de menor densidade. O Peso Bruto Total técnico do cavalinho é de 20.100 quilos. No conjunto, o caminhão tem capacidade técnica de tração máxima de 60 mil quilos.

Ele é impulsionado pelo motor Mercedes-Benz OM 460 LA de seis cilindros em linha que gera até 449 cavalos de potência a 1.800 rpm. O torque máximo deste modelo é de 2.200 Nm, graças ao trem de força formado também pela transmissão da casa, MB G291 automatizada, com 12 velocidades e embreagem monodisco.

“Lê e enxerga” a pista

Pode-se dizer que o Novo Actros tem mais capacidade de computação e armazenagem de dados digitais do que todas as espaçonaves que conseguiram pousar na Lua. Ao todo, são dez microprocessadores e mais de um Giga de dados instalados no caminhão.

Tudo para fazer funcionar uma série de equipamentos eletrônicos, como o painel do motorista e o painel auxiliar, que são telas digitais de alta resolução. Todas as informações de operação do caminhão estão nessas telas, que podem ser “navegadas” pelos dois controles manuais no volante, que se parecem com o “mouse” dos notebooks, aqueles trackpads.

Além disso, o caminhão vem de série com o sistema ABA 5, um auxiliar ativo de frenagem que funciona com uma câmera e um radar de microondas. Ele “lê e enxerga” tudo à frente. Consegue detectar pedestres, motocicletas, bicicletas e veículos, dos menores até os mais pesados. Com esta informação, o sistema do caminhão dá um alerta ao motorista se houver algum risco de colisão. Se nada for feito, o sistema freia tudo sozinho, com segurança. Ele pode ser usado para manter uma distância segura dos veículos à frente e tudo pode ser configurado conforme a operação.

O Novo Actros 2045 4×2 também é equipado com sistema de freios com gerenciamento eletrônico e controle de aderência e aceleração. Eles são muito importantes para caminhões deste tipo, já que cavalos-mecânicos 4×2 tendem a sofrer mais com o efeito “L”, evitando acidentes e paradas indesejadas.

Completando a eletrônica, o Novo Actros vem de fábrica com o módulo de comunicação do Fleetboard instalado. O dono do caminhão ativa se quiser contratar os serviços. Este sistema de telemetria permite a monitoração das viagens, avaliação do desempenho do caminhão e do motorista e diagnóstico remoto de falhas.

Banco só falta falar

Para fechar a lista de itens de destaque deste caminhão, tem o foco no motorista. Esta tendência da indústria brasileira tem resultado em caminhões mais pensados em quem vai ocupar seu interior e dirigir por horas a fio. Um exemplo disso é o banco do Novo Actros. O banco do motorista tem 12 ajustes de altura, profundidade, inclinação e pressão lombar. Tem um sistema que massageia as costas do motorista durante o trajeto e, nos dois bancos, existe um sistema de aquecimento e também refrigeração dos assentos. O cinto de segurança é integrado ao banco, em estilo esportivo. O volante tem regulagem de até 15cm em três eixos, com profundidade, distância e altura.

Para as estradas brasileiras, um caminhão que promete e entrega muita segurança com sua eletrônica embarcada. É candidato a preferido dos grandes frotistas que trabalham com transferências de longa distância de cargas fracionadas e outras cargas industriais leves. Um cavalinho digital que representa!

Leo Doca – Agência Transporta Brasil (ATB)
leodoca@transportabrasil.com.br

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS