Pedágios paulistas não aumentaram em 1º de julho

Pedágios paulistas não aumentaram em 1º de julho

Decisão da Artesp e das concessionárias deixou o preço dos pedágios na grande maioria das rodovias do Estado sem alteração por quatro meses por causa da pandemia de Covid-19

Transportadora mineira compra 200 Volvo FH 460 de uma só vez
Uma conta digital pensada para caminhoneiros
Marcopolo entrega Torinos capixabas ao Espírito Santo

Os pedágios do Estado de São Paulo, que tradicionalmente são reajustado por contrato todos os anos, em 1º de julho, não ficaram mais caros no começo deste mês. Tudo por causa da pandemia de Covid-19, que está trazendo diversos impactos sobre a economia brasileira.

O reajuste deveria ter entrado em vigor na quarta-feira, dia 1º de julho, de acordo com os contratos de concessões válidos para as rodovias das três primeiras etapas do Programa de Concessões Rodoviárias. O adiamento também contempla as praças de pedágio da concessionária Entrevias, que teria atualização em 06 de julho.

A data de reajuste das praças de pedágio da concessionária ViaPaulista, que ocorre em 23 de novembro, permanece inalterada. As cinco praças do sistema remanescente da concessionária Centrovias e, atualmente, administradas pela concessionária Eixo-SP, também não terão alteração, pois já tiveram suas tarifas calculadas em outro processo, cujos valores estão em vigor desde 15 de maio deste ano, no início da nova concessão.

Clique aqui para conhecer nosso conteúdo no Facebook

Leo Doca – Agência Transporta Brasil (ATB)
leodoca@transportabrasil.com.br

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS