Caminhoneiros precisam de postos abertos no caminho

Caminhoneiros precisam de postos abertos no caminho

Muitos estão tendo dificuldades para encontrar locais para comer nas paradas tradicionais e fazem apelo à nação: forneçam alimento que a gente compra

Mercedes-Benz aposta alto na nova Sprinter
Entrevista com Sheila Bellaver no estande da Thermo King na Fenatran
Transporta Brasil faz plantão diário de transmissões ao vivo sobre o impacto da Covid-19 no transporte

Os caminhoneiros, grandes detentores da simpatia da opinião pública durante a crise da doença causada pelo novo coronavírus, são podem ficar em casa e precisam transportar o Brasil para que as medidas de isolamento social sejam cumpridas com sucesso nas cidades e em todo o Brasil.

Conversamos com motoristas em diversas regiões do Brasil, acompanhamos o noticiário e, na semana passada, fizemos uma transmissão ao vivo com o caminhoneiro Adriano Couto, que transporta carga frigorificada no eixo do Cone Sul, atendendo, também, ao transporte internacional.

Caminhoneiro nas estradas

Segundo Adriano, a situação de muitos caminhoneiros no Brasil é difícil, principalmente, por causa da falta de locais para fazer ou comprar refeições ao longo das rodovias. “Falta lugar para comprar marmita e também itens de higiene, como sabão, álcool gel, luvas ou máscaras. A gente não encontra nada. Mas o caminhoneiro hoje está consciente de que se ele não se cuidar, vai ficar doente. O pessoal está lavando as mãos como nunca e mantendo o ritmo de trabalho”, diz Couto, que estava em uma para no Mato Grosso quando falou com a reportagem da Agência Transporta Brasil.

Ouça e assista à entrevista completa, que foi transmitida ao vivo pelo Facebook da Agência Transporta Brasil:

Direto da Redação – entrevista com o caminhoneiro Adriano Couto

Nossa entrevista como caminhoneiro Adriano Couto, em Mato Grosso, sobre os impactos da pandemia no transporte de cargas #agenciatransportabrasil #transportabrasil

Publicado por Transporta Brasil em Terça-feira, 24 de março de 2020

 

 

 

COMMENTS