Anfavea admite que coronavirus poderá afetar produção de veículos

Anfavea admite que coronavirus poderá afetar produção de veículos

Associação dos fabricantes de veículos diz que montadoras estão buscando alternativas para a falta de alguns componentes que vêm da China, Coreia e alguns países europeus, mas clima é de tranquilidade

Sascar aposta em soluções para reduzir o número de acidentes rodoviários
Consórcio Volvo premia clientes com dois caminhões
Andamos no novo Iveco Hi-Road

O presidente da Anfavea, Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, Luís Carlos de Moraes, falou hoje à imprensa sobre os riscos de desabastecimento de componente para diversas montadoras brasileiras, por causa dos problemas decorrentes do Coronavirus (COVID-19), principalmente na China e em outros países da Ásia e da Europa.

Moraes tranquilizou dizendo que existe, sim, o risco de paralisação das montadoras brasileiras por problemas de desabastecimento até o final do mês de março ou início de abril. Principalmente por causa dos efeitos econômicos desta epidemia na indústria de autopeças da China e da Coreia do Sul. Ele fez o alerta e mostrou tranquilidade. Disse que os fornecedores internacionais do setor estão espalhados pelo mundo e não concentrados na China, que representa 13% das importações de autopeças.

“O risco existe, mas temos como fazer a melhor gestão disso. Alguma montadora pode ter um risco maior do que outra, mas se alguma delas tiver que parar, a compensação pode ser feita no mês seguinte, dá para fazer o ajuste”, disse o presidente a Anfavea.

Agência Transporta Brasil (ATB)
agencia@transportabrasil.com.br

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS