Sprinter da Mercedes-Benz celebra um quarto de século de história

Sprinter da Mercedes-Benz celebra um quarto de século de história

Veículo foi lançado no final de janeiro de 1995 na Alemanha e caminha para a evolução do transporte urbano, com uma versão elétrico vindo por aí

Retomada do setor: vendas de caminhões avançam 46,7% em 2018
Volvos brasileiros estreiam no Transmilenio colombiano
Vipal gera conhecimento para gestores de frota

A Sprinter está fazendo 25 anos de mercado. O veículo foi lançado pela Mercedes-Benz em 1995 e o primeiro lote fabricado, de 500 unidades, saiu da fábrica de Düsseldorf direto para uma apresentação para as suas unidades de vendas.

No Brasil, a Sprinter está agora em sua terceira geração, trazendo grandes inovações, e já se consolidou no mercado brasileiro pela numerosa oferta de soluções de mobilidade para pessoas e cargas. Em 2019, a Linha Sprinter cresceu em todos os segmentos de sua atuação no Brasil. A marca encerrou o ano liderando as vendas de vans de passageiros, com 5.860 unidades emplacadas e 48% de participação, obtendo 37% de crescimento nas vendas em comparação com 2018.

A Sprinter substituiu a Série T 1 da Mercedes-Benz, também conhecida como “Bremer Transporter”. A designação interna da primeira geração da Sprinter (séries de 901 a 903) serve como lembrete disso, pois ficou internamente conhecida como “T 1 N”. De janeiro de 1995 em diante, a Sprinter foi disponibilizada nos modelos 208 D / 308 D, 212 D / 312 D e 214 / 314, com propulsão pelos motores diesel OM 601 D 23 e OM 602 DE 29 LA e pelo motor à gasolina de quatro cilindros M 111 E 23. O motor de cinco cilindros turboalimentado de 2,9 litros com injeção direta, intercooler e uma potência de 122 cv em especial, causaram grande sensação.

Um veículo de múltiplos talentos: a variedade foi grande desde o início. Isso significava que a nova série da van se posicionava como uma verdadeira van multifuncional. As versões de construção incluíam os chassis, a van de carroceria tipo plataforma ou basculante, de cabine dupla ou simples, a van de carga e de passageiros com cinco ou nove bancos, podendo ter teto baixo ou alto. Foram disponibilizados entre-eixos de 3.000, 3.350 e 4.025 milímetros. O peso bruto total (PBT) era inicialmente de 2.590, 2.800 ou 3.500 quilos.

E o futuro?

Em dezembro de 2019 a Mercedes-Benz apresentou a eSprinter com propulsão elétrica por bateria. O conceito de veículo altamente flexível é o próximo marco de evolução da marca rumo à eletrificação das vans comerciais da Mercedes-Benz. A eSprinter será oferecida com potência de 116 cv para as que possuem tração dianteira e 47 kWh ou 35 kWh de capacidade útil da bateria. Dependendo da configuração há diferentes níveis de carga útil, autonomia e velocidade máxima. Além disso, a ferramenta de assistência do Planejador eCharging Planner auxilia os operadores de frotas a mudar para a mobilidade elétrica livre de emissões locais com a Mercedes-Benz Vans.

Agência Transporta Brasil (ATB)
agencia@transportabrasil.com.br

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS