Iveco Bus vai fornecer 1.200 ônibus para o Caminho da Escola

Iveco Bus vai fornecer 1.200 ônibus para o Caminho da Escola

Empresa venceu licitação para entregar as unidades com base no chassi 10-190. Veículos vão atender 50 mil alunos das regiões rurais de todo o Brasil, em seleção realizada pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação

Gigante da logística intermodal abre vagas para trainee
Brasdiesel reinaugura estrutura para atendimento Scania em Lajeado (RS)
Porto de Paranaguá recebe 20 caminhões blindados Navistar

A Iveco Bus também começou bem o ano de 2020. A empresa foi a vencedora da licitação para fornecer 1.200 unidades de Ônibus Escolar Rural Médio (ORE2) para o Programa Caminho da Escola. A empresa vai atender ao contrato com o fornecimento dos ônibus com chassi 10-190 e o negócio vai beneficiar 50 mil alunos de regiões rurais de todo o Brasil.

“O caminho para a escola é um desafio para os alunos brasileiros, principalmente os que moram e estudam em áreas rurais. Pensando nisso, concentramos nossos esforços para aprimorar o transporte escolar com um portfólio de qualidade para todos os passageiros do Brasil. Acreditamos que a educação é o caminho ideal para o desenvolvimento das próximas gerações”, diz Renato Perrotta, gerente de Vendas ao Governo da Iveco.

Muitos Ivecos por aí

Atualmente, a Iveco Bus tem cerca de 8.500 mil veículos em circulação no Brasil por meio do Programa Caminho da Escola, que tem como objetivo renovar, padronizar e ampliar a frota de veículos escolares das redes municipal, do DF e estadual de educação básica pública. Voltado a estudantes residentes, prioritariamente, em áreas rurais e ribeirinhas, o programa oferece ônibus, lanchas e bicicletas fabricados especialmente para o tráfego nestas regiões, sempre visando à segurança e à qualidade do transporte.

Chassi forte e acessível

O modelo de 10 toneladas 10-190 foi projetado e desenvolvido pela Iveco no Brasil e tem capacidade para 44 passageiros. Ele conta com o Dispositivo de Poltrona Móvel (DPM) para portadores de deficiência e pessoas com mobilidade reduzida. O sistema posiciona a poltrona do lado de fora do ônibus, o que permite ao passageiro embarcar e desembarcar sentado no seu assento. O DPM não reduz a capacidade de passageiros, como acontece em veículos adaptados que utilizam elevador para cadeiras de rodas, e proporciona uma viagem confortável para o ocupante, ao contrário de modelos onde o cadeirante viaja no compartimento traseiro do veículo.

O chassi tem um motor NEF 4 ID, da FPT Industrial, com quatro cilindros em linha, sistema SCR e potência máxima de 190 cavalos. O torque, chega a 610 Nm, já disponíveis na faixa de 1.350 a 2.100 rpm.

A transmissão utilizada é Eaton FS 6206B, manual, de seis marchas, com escalonamento compatível com as operações rurais e urbanas. O sistema permite condução suave, sem deixar de lado a economia de combustível. O acionamento da alavanca a cabo privilegia a ergonomia.

O produto oferece equipamentos como porta-mochila no teto e rede nas costas dos assentos para acomodação do material escolar. Itens importantes completam o pacote: dispositivo automático de bloqueio de diferencial, que facilita a transposição de atoleiros, chassi com suspensão elevada e reforçada, pneus de uso misto e redução de balanço dianteiro e traseiro, permitindo o fácil acesso à lugares acidentados.

O 10-190 tem direção hidráulica, embreagem com acionamento hidráulico e dispositivo de bloqueio de ignição com marcha engatada.

Leo Doca – Agência Transporta Brasil (ATB)
agencia@transportabrasil.com.br

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS