Volkswagen chega a 20 mil ônibus no programa Caminho da Escola

Volkswagen chega a 20 mil ônibus no programa Caminho da Escola

Programa abrange mais de 5.200 municípios brasileiros e reduziu em 15% o transporte inadequado de estudantes no Brasil

Pedágios paulistas não aumentaram em 1º de julho
Antos “enxerga” seu entorno para entregar cerveja na Alemanha

Um dos programas mais importantes do transporte brasileiro o Caminho da Escola, chegou à marca de 20 mil ônibus da marca Volkswagen destinados ao transporte de alunos em áreas carentes do Brasil. A unidade 20 mil faz parte de um lote de de 145 ônibus adquiridos pelo estado de Santa Catarina. No entanto, os Volksbus estão presentes em todo o Brasil, em 5.226 municípios: quase a totalidade de cidades brasileiras conta com pelo menos um ônibus Volkswagen como aliado da educação.

“A Volkswagen Caminhões e Ônibus comprometeu-se desde o início com o propósito social do Caminho da Escola. Ao longo dos anos, nossa engenharia dedicou-se a construir em nosso centro de desenvolvimento em Resende (RJ) veículos para transpor os mais difíceis terrenos, para padronizar o transporte e garantir que os milhões de crianças de todo o Brasil cheguem à escola com mais qualidade”, comenta Roberto Cortes, presidente e CEO da VW Caminhões e Ônibus.

Suspensão elevada, que tornou os veículos mais altos para passar por aclives e declives com mais facilidade, é apenas um dos itens de sucesso para a robustez dos ônibus Volkswagen destinados ao Caminho da Escola. Acessibilidade é outro ponto de destaque: plataforma elevatória e dispositivos de poltronas móveis (DPM) equipam os Volksbus para garantir a acessibilidade para os alunos com mobilidade reduzida.

Para se ter uma ideia da abrangência da relevância do programa, 58% dos municípios oferecem, por exemplo, transporte escolar rural para assentamentos, comunidades indígenas e quilombolas, segundo estudo Avaliação do Programa Caminho da Escola, do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), que opera o programa.

Ainda de acordo com a pesquisa do FNDE, o programa reduziu em 15% o transporte inadequado de estudantes em caçambas de picapes e caminhões, mas o número de ônibus disponibilizados ainda é considerado um ponto a ser ampliado. Além disso, alguns veículos começaram a atingir dez anos de idade, o que já demanda uma renovação da frota.

Agência Transporta Brasil (ATB)
agencia@transportabrasil.com.br

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS