Nissan Frontier chega à linha 2020 ainda melhor, mais equipada e com novas versões

Nissan Frontier chega à linha 2020 ainda melhor, mais equipada e com novas versões

Mudanças mecânicas tornaram a picape ainda mais suave, mesmo em caminhos fora de estrada. Versão de trabalho é a única com motor turbo de 160 cv

Consórcios contemplados viram liquidez com nova regra do Banco Central
Fábrica da Iveco em Sete Lagoas (MG) celebra 20 anos de história
Terminal capixaba vai promover o transporte rodoferroviário de rochas ornamentais

A linha 2020 da Nissan Frontier está cheia de novidades. Agora produzida na Argentina, a picape ganhou novas versões e importantes melhorias mecânicas. As versões LE (R$ 194.790) e S (R$ 137.550) mudam, e ganham a companhia das novas Attack (155.590) e XE (172.880). Todas vêm com motor biturbo de 190 cavalos com opção 4×4 e câmbio automático de sete velocidades, com exceção da S, que traz motorização com apenas um turbo de 160 cavalos de potência e transmissão manual (também com opção 4×4).

O visual externo não traz grandes novidades, mantendo o perfil robusto, com uma certa agilidade e esportividade da última versão vinda do México. Detalhes como os estribos laterais, “ombros” altos, santantônio e rack de teto na cor preta, pneus todo-terreno e rodas escurecidas compõem o perfil “musculoso”.

A dianteira também reflete esta robustez com os faróis em formato de bumerangue. Além disso, claro, seus 5,26 m de comprimento, 1,82 m de altura (1,86 m na LE) e 1,85 m de largura não deixam dúvidas sobre seu tamanho.

Interior mais bem equipado e com maior conforto

No interior, destaque para o amplo espaço interno e o melhor isolamento acústico. Os bancos dianteiros são “zero gravity”, enquanto o painel de instrumentos TFT traz novas funções como velocímetro digital, temperatura externa e bússola digital. Além disso a central multimídia A-IVI de oito polegadas agora conta com Android Auto e Appe Carplay, assistência de voz e atualizações de software e do aplicativo do GPS via Wi-Fi, além de permitir também a conexão simultânea de equipamentos e telefones celulares.

Outra novidade trazida pela linha 2020 da Nissan Frontier é o sistema de navegação “porta-a-porta”. Através do aplicativo “Door-to-Door Navigation”, o motorista pode definir o destino antes mesmo de entrar no veículo. “A nova Frontier se encaixa perfeitamente no contexto do cliente brasileiro, queira ele um carro para trabalho ou mais moderno e superequipado”, destaca o gerente de veículos comerciais leves da Nissan do Brasil, Marcos Pires.

Por fim, os novos bancos traseiros trazem mais espaço, apoios de cabeça e cintos de segurança para três passageiros, além de sistema Isofix e descansa braço dobrável com porta-copos embutido em todas as versões.

Diferenças principalmente na parte mecânica

As grandes mudanças porém, que tornaram a nova Nissan Frontier ainda melhor, com avanços principalmente em conforto e dirigibilidade, foram mecânicas. Neste quesito as mudanças foram desde freios redimensionados, passando por uma forte recalibração da direção e da exclusiva suspensão multilink com eixo rígido especialmente para as estradas brasileiras.

A consequência destas alterações são melhores ângulos de saída e entrada (27,7º e 30,6º, respectivamente) e ótimo vão livre (241 mm). “O cliente brasileiro quer que o carro se estabilize rápido, não pule muito nem balance em terrenos acidentados, e isto foi feito. Toda a dinâmica foi pensada para o Brasil, e para isto testamos por mais de 200 mil quilômetros. O resultado está aí, um carro com alta qualidade e bem ajustado”, ressalta Marcos.

Segurança total

Entre os itens de série da linha 2020 da Nissan Frontier estão controles de tração e estabilidade (VDC – Vehicle Dinamic Control), freios ABS com controle eletrônico de frenagem (EBD) e assistência de frenagem (BA), controles automático de descida (HDC) e auxílio de partida em rampa (HSA), luz de freio de LED (CHMSL) e luzes diurnas (DRL). A versão LE traz ainda teto solar e a exclusiva câmera 360 da montadora, já presente no crossover Kicks.

Nissan Intelligent Mobility

O desenvolvimento da nova Nissan Frontier seguiu o conceito Nissan Intelligent Mobility (Mobilidade Inteligente Nissan), que é o de trazer também o que o cliente precisa. “Ela foi bem dosada em vários aspectos e consegue agradar diferentes públicos, oferecendo o que eles necessitam. Por isso, por exemplo, a nova versão S, focada em força, em resistência, só traz um turbo, ao invés de dois. Isto é resultado da experiência de mais de 80 da Nissan comercializando picapes em todo o mundo”, afirma Rogério Louro, diretor de comunicação da Nissan do Brasil.

Sucesso e rápido aumento de vendas

O acerto da Nissan na configuração da linha 2020 da sua picape Frontier já pode ser medido pelo aumento de mais de 40% em seu volume de vendas, graças a ampliação da gama e suas novidades. “Acredito que agora a questão seja o cliente conhecer mais o carro, pois quando dirige ele nota que é algo bem diferente. Para nós, este é o começo de um novo produto no mercado”, afirma o gerente de veículos comerciais leves da marca japonesa no país. Especificamente no mercado gaúcho, a participação da Frontier nos seu segmento cresceu de 4,8% para 5,8%, enquanto em Porto Alegre, a picape atingiu 8,4% de participação, mais que dobrando os 3,9% de 2018.

Não é só a picape Frontier que vem tendo um forte crescimento de mercado, mas a Nissan como um todo. Em 2018, por exemplo, enquanto o mercado nacional cresceu 13%, a marca japonesa registrou aumento de 24% em suas vendas. “Em 2019 vamos continuar crescendo junto com a Frontier, aumentando o volume de vendas, com o Kicks cada vez mais se consolidando entre os líderes dos SUVs compactos e com mais novidades, como a chegada do Nissan Leaf, carro elétrico mais vendido no mundo”, anuncia Rogério Louro.

“A nossa expectativa é esta, continuar crescendo. Afinal, temos nomes muito fortes no mercado brasileiro, e por isso a Frontier vai voltar a brigar como uma das grandes do segmento das picapes”, ressalta.

Leveza dentro e fora da estrada

Se a Nissan Frontier já tinha evoluído em 2018 com o novo chassi em duplo C e suspensão multilink, agora recalibrada para o mercado brasileiro ficou melhor. E foi possível confirmar isso no test drive de Porto Alegre a Gramado cruzando a subida da serra em circuito fora de estrada.

Mecanicamente todas as versões são iguais, e a Attack encarou muito bem o desafio, sem solavancos, com muito conforto e respostas ágeis do motor quando acionado. Na volta, experimentamos a nova versão LE. No asfalto ela plana, ampliando a característica de extrema suavidade da linha anterior, parecendo um “carro de passeio gigante”. Como resultado, a Nissan Frontier conquista pela força e leveza, mostrando que está pronta para continuar crescendo no mercado brasileiro.

Daniel Jacques/Autos Giros

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

COMMENTS