Ônibus Scania a GNV e Biometano começa a rodar em Curitiba

Ônibus Scania a GNV e Biometano começa a rodar em Curitiba

Depois de apresentar o ônibus com a tecnologia mais limpa em algumas cidades do Brasil, Curitiba começa a rodar, em fase de demonstração, com o modelo

Scania dá um gás nas tecnologias de energias mais limpas
Ônibus da Scania usa lixo como combustível
Empresas querem caminhões a gás em suas operações

O ônibus Scania, que recebe o conceito flex, já que funciona tanto com GNV (Gás Natural Veicular), como com biometano (gás originado a partir da decomposição de matéria orgânica), começará a operar em Curitiba.

A unidade movida com o combustível alternativo vai atuar na Viação Cidade Sorriso. “A ideia é que esse veículo rode em condições reais para que se possa constatar os benefícios econômicos e sociais da unidade, e quem sabe implementar veículos com essa tecnologia no sistema”, conta Silvio Munhoz diretor comercial da Scania no Brasil.

Para tanto, além do GNV fornecido pela Compagas (empresa de gás natural do Estado do Paraná), ficou definido que o biometano será fornecido por uma empresa de reciclagem localizada na região metropolitana de Curitiba.

O GNV traz vantagens ambientais relevantes frente ao diesel, contudo, ainda assim é um combustível de origem fóssil, já o biometano é produzido a partir da reciclagem de lixo ou esgoto o que gera um ciclo ambiental mais sustentável. Para se ter uma ideia, se o modelo rodar com biometano, já atenderá à norma P8 (equivalente a Euro 6) de emissão de poluente, que deve chegar ao Brasil entre 2022 e 2023.

“Em comparação com o veículo similar a diesel, o ônibus a gás emite 85% menos gases se abastecido com biometano, 70% menos se estiver com GNV, diminui a poluição sonora e reduz em torno de 28% o custo operacional por quilômetro rodado”, acrescenta Munhoz.

O ônibus eleito para rodar na capital paranaense é o K 280 4×2 com carroceria Marcopolo, modelo Viale BRS. Ele vai operar na linha Gramados entre o Terminal Sítio Serrado e o Terminal Capão Raso, da Viação Cidade Sorriso.

Uma família alternativa

Para atender às demandas da mobilidade urbana com combustível mais limpo, a Scania oferece três modelos GNV/Biometano. Além do K 280 4×2, que pode receber carroceria de 12,5 m a 13,2 m de comprimento, com capacidade para transportar entre 86 e 100 passageiros, a marca dispõe ainda do K 280 6×2, de 15 m, com 3° eixo direcional e capacidade para até 130 passageiros – esses dois com motor de 280 cv. Há também o K 320 6×2/2, com 18,6 m, capaz de transportar 160 passageiros, e equipado com motor mais forte, de 320 cv.

E todos esses ônibus são equipados com motor Otto, em que há velas de ignição, colaborando para o menor nível de ruído.

Essas tecnologias GNV/biometano da Scania chegaram ao Brasil em 2015, mas os testes começaram em 2016. Cidades como São Paulo e Recife avaliaram os veículos.

Em Curitiba o veículo vai rodar por cerca de 3 meses.

Recentemente, a Scania forneceu mais de 562 unidades para o Transmilênio, na Colômbia, entre articulados e biarticulados, todos com motorização a gás.

Esses ônibus a gás natural/biometano completos podem custar entre 35% e 40% mais caros em relação ao similar a diesel.

Andrea Ramos
Editora-executiva da Agência Transporta Brasil
andrearamos@transportabrasil.com.br 

+ Saiba tudo do mundo do transporte rodoviário. Curta nossa página no Facebook!
Agência Transporta Brasil – ATB

 

COMMENTS