Um grande cliente para a nova geração de caminhões Scania

Um grande cliente para a nova geração de caminhões Scania

Safra recorde eleva valor do frete em Mato Grosso
Mato Grosso poderá ter majoração de 15% no frete rodoviário
Ruralistas querem revisar a Lei do Motorista (12.619)

Empresa do agronegócio compra lote de 300 unidades do modelo R500 6×4 para formar sua frota própria: é a maior venda direta da Scania para um embarcador em sua história no Brasil

A Scania acaba de fazer sua primeira grande venda da nova geração de caminhões. Apenas três semanas depois do lançamento no Brasil, a montadora realizou a venda de 300 unidades da nova geração para a Amaggi, grande empresa do agronegócio, que atua em várias frentes. Segundo as notícias, a empresa vai utilizar esta grande quantidade de caminhões para montar sua frota própria de transporte de seus produtos. Reflexos da crise dos caminhoneiros…

“Em pouco tempo de abertura das vendas e já termos o volume recorde de um cliente do tamanho da AMAGGI é motivo de certeza do avanço tecnológico que estamos trazendo com a Nova Geração”, afirma Roberto Barral, vice-presidente das Operações Comerciais da Scania no Brasil. “Estamos confiantes com a promessa de economia de até 12% do lançamento em relação à linha atual.”

“A aquisição destes veículos atende a uma necessidade estratégica na estrutura logística da AMAGGI, que já possui um longo histórico na administração de sua própria frota fluvial”, comenta o presidente executivo da AMAGGI, Judiney Carvalho.

Veículos completos

Todos os caminhões vão rodar com implementos rodotrens graneleiros de 25 metros, com capacidade para transportar até 49,5 toneladas de grãos cada um. Todos os veículos serão cobertos pela Manutenção Scania com Planos Flexíveis, que, por meio da conectividade, possiblita melhor gestão das manutenções, aumentando a disponibilidade da frota.

A oferta do combo de soluções de caminhões e serviços ocorreu após um amplo estudo da concessionária Scania Rota Oeste para entender as necessidades da operação da AMAGGI e, a partir das informações colhidas, implementar a que traria mais rentabilidade.

De caráter intermodal, a rede logística da AMAGGI combina transporte rodoviário, fluvial e ferroviário. Toda essa estrutura está em total conexão com as plataformas de negócios da AMAGGI, permitindo que a companhia transporte seu produto de forma mais eficiente e com o menor impacto possível ao meio ambiente. A frota Scania ajudará o cliente nesse objetivo, pois seus motores chegam com nova tecnologia, que emite menos gases poluentes.

As operações da AMAGGI com vistas à exportação estão distribuídas entre sete grandes corredores/portos: Corredor Tapajós (Barcarena-PA), com modais rodoviário e hidroviário; Corredor São Luís do Maranhão (Tegram), modais rodoviário e ferroviário; Corredor Madeira (Itacoatiara-AM), com modais rodoviário e hidroviário; Porto Aratu-BA, com modal rodoviário; Porto de São Francisco-SC, modais ferroviário e rodoviário; porto de Guarujá-SP (TGG), modais rodoviário e ferroviário; e Porto Termasa/Tergrasa-RS, com modais hidroviário, ferroviário e rodoviário.

COMMENTS