NASA realiza voo de avião não tripulado

NASA realiza voo de avião não tripulado

DB Schenker permite acompanhamento online de estoque de peças para navios
SAC habilita 11 empresas para apresentar estudos para novas concessões de aeroportos
Aeroportos no interior paulista têm capacidade superada, aponta especialista

Piloto automático usa tecnologia que detecta outras aeronaves e evita aproximação para não causar acidentes

AVIÃO NÃO-TRIPULADO

A agência espacial NASA afirmou recentemente que Ikhana, avião não tripulado da NASA, recebeu autorização da Federal Aviation Administration (FAA) de voar sem precisar de uma escolta.

Em julho, o avião pôde sobrevoar, pela primeira vez, um espaço aéreo público sem o apoio de aeronaves de segurança.

O piloto automático usa tecnologia que detecta outros aviões e evita se aproximar para não causar acidentes. O veículo também estava equipado com radares e um sistema que determina a posição da aeronave de acordo com o GPS e transmite periodicamente essa informação para que outras aeronaves possam rastreá-la.

A agência informou que a liberação dos aviões pilotados abre as portas para todos os tipos de serviços, desde o monitoramento e combate a incêndios florestais, até o fornecimento de novas operações de busca e resgate de emergência. A tecnologia também pode ser adaptada para ser usada na aviação doméstica.

“Este voo histórico aproxima os Estados Unidos da normalização das operações de aeronaves não tripuladas no espaço aéreo usado por pilotos comerciais e privados”, diz o comunicado da NASA.

COMMENTS