Scania: a nova geração de caminhões está nas ruas

Scania: a nova geração de caminhões está nas ruas

Os astros de fevereiro
Ford promove test-drive do novo Cargo 1933 e apresenta a versão tunada do modelo
Fábrica dos caminhões Hyundai HR e HD80 retoma atividades em Goiás

Eles estão chegando! A tão esperada nova geração de caminhões Scania foi anunciada para a América Latina e promete revolucionar o sistema de vendas e produção de veículos da marca sueca. A nova geração foi lançada na Europa há dois anos e, segundo a fabricante, é fruto de dez anos de projeto e desenvolvimento. Somente para criar a nova geração, a Scania investiu cerca de 2 bilhões de Euros.

E a Scania afirma com orgulho: simplesmente todas as peças e detalhes da nova geração foram aprimorados para chegar a um produto completamente novo. Os novos caminhões agregam melhorias de design, eficiência, conforto e segurança.

Para adequar a produção à nova geração, a Scania tem, em sua unidade de São Bernardo, uma nova fábrica de solda de cabinas – que apresenta o estado da arte em Indústria 4.0 e impressiona pela tecnologia de ponta e 75 robôs, além de novas linhas de produção para montagem do novo caminhão.

Novas cabines

A grande novidade do lançamento da nova geração é a inédita Cabine S, que vem se juntar às cabines P, G e R para complementar a linha de produtos. Pela primeira vez, os clientes brasileiros terão um Scania com piso plano, nesta versão topo de linha.

A estrutura básica das cabines foi desenvolvida em estreita cooperação com a Porsche Engineering, empresa que pertence ao mesmo grupo da Scania. A nova gama não tem sequer uma peça em comum com as cabines atuais P, G e R. A nova geração foi desenvolvida com uma série de características globais em foco: ambiente de condução, economia de combustível, melhor utilização do espaço interior, segurança e máxima confiabilidade. Esses requisitos também impulsionaram a criação da lateral da cabine e são refletidos nos detalhes e em todo o design geral.

Os novos caminhões da Scania irão abranger 19 diferentes especificações da cabine. Hoje, na gama atual, são apenas sete opções. As cabines novas são feitas de aço de maior resistência passa a compor a estrutura da nova cabina para aumentar ainda mais a robustez do “escritório sobre rodas” do motorista. Os vários elementos da armação foram moldados por compressão ou rolamento antes de serem acoplados a partir de diversas técnicas de soldagem, solda a laser ou processos adesivos hi-tech, criando um monocoque (estrutura que suporta cargas na cobertura externa) extremamente resistente.

“O desenvolvimento de novas cabinas de caminhão premium é um processo altamente complexo”, diz Celso Mendonça, gerente de Pré-Vendas da Scania no Brasil. Visibilidade, conforto, requisitos obrigatórios por lei, funcionalidades, ergonomia, baixo peso e alta segurança são apenas algumas das áreas que precisam ser minuciosamente analisadas, independentemente do tipo de aplicação do cliente. “Estamos satisfeitos com o que conseguimos e convencidos de que esses caminhões irão definir um marco na indústria também no Brasil, igual está sendo na Europa.”

De acordo com a Scania, todas as cabines são projetadas com foco no motorista. Independentemente de qual cabina os clientes escolham, eles terão espaço interior ainda mais generoso do que antes. Trata-se de um acréscimo de duas polegadas de comprimento, e também um aumento geral na altura do teto. “O novo teto padrão é 10 centímetros maior do que o atual”, diz. “E mesmo os modelos de teto superiores são um pouco mais espaçosos do que antes. Estamos falando de uma diferença de altura de 16 centímetros, que será apreciada particularmente por aqueles que passam mais tempo na cabina.”

Nas novas cabines, a posição de direção do motorista foi deslocada 65mm mais próximo do pára-brisas e 20mm para o lado, em comparação com a cabine atual. Dentre os principais benefícios estão melhorias em segurança, visibilidade e espaços interiores (particularmente para as camas e regulação dos estágios da suspensão a ar dos assentos).

“A excelente visibilidade é fundamental para uma experiência ideal de condução e para a segurança. Há muitos parâmetros diferentes que interagem para criar esse sentimento”, enfatiza o gerente. Toda a experiência combinada dos times das engenharias de Ergonomia, Design e Interface entre pessoas e veículos esteve profundamente envolvida no projeto.

Segurança

A Nova Geração chega com sistema de frenagem mais avançado. Para colocar em prática sua eficiência, a solução foi trazer o eixo dianteiro em 50mm para frente. Aliado ao centro de gravidade mais baixo da cabine, um cavalo mecânico 4×2 com cerca de 40 toneladas de peso total pode parar totalmente, por exemplo, numa velocidade de 80 km/h em uma distância 5% mais curta. “É um dado muito importante para a segurança nas estradas. É uma contribuição para diminuir acidentes”, conta Mendonça.

Os inéditos airbags laterais, para proteger em caso de tombamento

Uma das novidades da nova geração Scania é a possibilidade de pedir o caminhão com airbags laterais anticapotamento, que são integradas no teto da cabine, uma técnica que nunca havia sido usada antes em caminhões. Junto com o uso do cinto de segurança, a “cortina” de airbags é uma característica crucial na prevenção de um dos tipos mais comuns de acidentes, com consequências graves envolvendo caminhões: o motorista ser atingido dentro da cabine por partes interiores ou ser preso por baixo dela.

Novo motor de 540 cavalos

O Brasil fará a estreia mundial do novo motor de 540 cavalos. E a gama de propulsores terá novidades nas potências de: 220,280, 320, 410 e 500 cavalos. No campo dos combustíveis alternativos, o lançamento chega com cinco novos motores, movidos a GNV/Biometano (2 opções) e bioetanol (3 opções). Será a primeira carreta movida a GNV/Biometando do mundo. Outra novidade é a chegada do motor de 7 litros para o segmento semipesado, para oferecer mais opções ao cliente desta importante faixa do mercado.

Economia de diesel

Nos novos caminhões, a Scania está utilizando a nova tecnologia de motores com injeção de alta pressão e com múltiplos pontos. De acordo com a fabricante, o sistema ajuda a diminuir o consumo, o ruído do motor e as emissões de gases. “Essas atualizações tornam a Nova Geração as maiores máquinas de economia de combustível da história da Scania. O que já era uma promessa de marca subiu muitos degraus na busca da perfeição motriz, do estado da arte”, afirma Celso Mendonça, gerente de Pré-Vendas da Scania no Brasil. “Há outras formas de reduções de consumo, com a correta especificação do veículo levando em conta as características de utilização atrelados com o caminhão.”

A Scania cuidou de aspectos como aerodinâmica e sistemas de gestão de motor inteligentes. “O sistema de alta pressão (8%), associado com as novas instalações no cofre do motor, a nova aerodinâmica (2%) e as inovações do Scania Opticruise (2%) ajudarão o usuário a economizar até 12% de diesel”, revela Mendonça. Para um caminhão típico de longa distância rodoviária que roda 150.000 km por ano, significa, por exemplo, uma redução de mais de 9 mil litros de óleo diesel. É algo importante, num setor cada vez mais pressionado pelos custos logísticos.

Uma jornada pela América do Sul

A apresentação da nova geração aconteceu na fábrica da Scania, no ABC Paulista, no começo de agosto. Para marcar a ação, a marca deu largada à Jornada Scania, uma ação promocional na qual dois caminhões com a nova cabina S e com o novo motor XPI com potência de 500 cavalos deixaram São Paulo rumo a uma jornada por quatro países da América Latina – Brasil, Argentina, Chile e Peru. Conduzidos por vencedores das competições de motoristas da marca, os caminhões farão paradas em concessionários Scania da América Latina para eventos com clientes, colaboradores, fãs da marca e jornalistas e serão testemunhas de histórias latinas de transformação para um mundo mais sustentável, resultando em uma web-serie de cinco capítulos, com estreia marcada para o dia 29 de outubro, data oficial de lançamento na região (as primeiras entregas serão feitas a partir de fevereiro de 2019).

“O desafio de liderar a transformação para um transporte mais sustentável nós já aceitamos. Mas sabemos que mudar o mundo é uma jornada, e não podemos fazer isso sozinhos. Por meio do projeto The Journey, vamos mostrar atitudes de transformação, ou melhor, dar voz e rosto, as pessoas que estão de alguma maneira buscando soluções sustentáveis”, explica Christopher Podgorski, presidente da Scania América Latina.

COMMENTS