Dnit anuncia nova Pesquisa Origem e Destino nas estradas federais

Autarquia entrevistará motoristas em rodovias para discorrer sobre motivos da viagem e condições das vias

Ferroeste recebe do DNIT 150 toneladas de peças e equipamentos de reposição para locomotivas
DNIT autoriza elaboração do projeto do primeiro acesso por terra ao Acre
Recuperação das estradas da região serrana do Rio de Janeiro deve levar mais de 180 dias

pesquisa-origem-destino

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) informou que, entre os dias 1º e 7 de julho, os motoristas que passarem pelas principais rodovias federais serão entrevistados sobre os motivos da viagem e as condições das vias. Ação faz parte da terceira etapa da Pesquisa Origem e Destino. A expectativa é que mais de 500 mil entrevistas sejam realizadas. A participação é voluntária.

O levantamento é uma iniciativa do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, realizada por meio do Dnit, para traçar um diagnóstico socioeconômico das viagens nas rodovias federais. O governo espera com esse trabalho identificar os gargalos logísticos dos principais corredores de transportes do país e a necessidade de expansão ou adequação de capacidade da malha rodoviária.

Ao todo, 5 mil militares do Exército estarão em 123 postos das rodovias federais para aplicarem o questionário aos motoristas de veículos de passeio e de carga. Somente Amazonas, Roraima e Amapá não participam do projeto. Entre as principais rodovias onde serão realizadas as entrevistas, estão a BR-116, BR-101, BR-153, BR-163 e BR-364. A pesquisa será feita por amostragem, de forma aleatória, por tipo de veículo.

O trabalho também conta com a parceria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e do Comando de Operações Terrestres do Exército Brasileiro (Coter).

COMMENTS