Resultados de abril apontam franca queda no setor de veículos

Venda de automóveis novos caiu 3,7 % na comparação com o mesmo mês de 2016; caminhões amargam -17,4%

Vendas de veículos pesados caem quase 14% no primeiro semestre de 2017
Produção brasileira de veículos apresenta queda de 18,5% no 1º semestre de 2015
Vendas de caminhões e implementos registram queda nos primeiros meses de 2014

queda-venda-veiculos

A Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) divulgou os dados recentes sobre o desempenho do mercado das montadoras e mostrou que a venda de automóveis novos caiu 3,7 % em abril na comparação com o mesmo mês de 2016. Se comparado com março deste ano, a queda nas vendas em abril chega a despencar 17,1%.

O presidente da Anfavea, Antonio Megale, acredita que um dos motivos para o mal resultado foi a quantidade de dias úteis em abril deste ano por causa dos feriados e da greve geral da última semana. Por outro lado, ele prevê melhora no setor nos próximos meses.

O mercado de caminhões novos também registrou queda nas vendas em abril. Foram 3,5 mil veículos emplacados no mês passado, 15,5% a menos que em março e 17,4% menor que o resultado de abril de 2016.

Segundo o vice-presidente da Anfavea, Luis Carlos Gomes de Moraes, no caso dos caminhões, o mau resultado tem relação direta com as dificuldades da economia do país.

“O setor depende do PIB [Produto Interno Bruto, soma de todos os bens e serviços produzidos no país] e o governo sinaliza que o segundo semestre será melhor. Contamos ainda com os aumentos de investimento e infraestrutura”, comenta.

As vendas internas de máquinas agrícolas e rodoviárias caíram 7,7% em abril na comparação com março. No entanto, em relação a abril do ano passado, houve crescimento de 14,3%.

As exportações de automóveis caíram 14,2% em abril ante março, mas aumentaram 48,1% na comparação com abril do ano passado.

Os dados apontam que os postos de trabalho no setor seguem estáveis, com ligeira queda em abril, de 0,1%, na comparação com março.

COMMENTS