Azul prevê crescimento de 13% na capacidade operacional

Projeção para 2017 tem como base as dez novas aeronaves Airbus 320neo na frota

American Airlines anuncia aumento de frequências e rota para o Brasil
Wind Express e TA Express anunciam unificação
Retrospectiva 2011 – TV Transporta Brasil

azul-fev-17

A companhia aérea Azul estuda a possibilidade de ampliar em 13% sua capacidade operacional em 2017, medida em termos de assentos-quilômetro disponíveis (ASK). Segundo a empresa, a estimativa tem como base as dez novas aeronaves Airbus 320neo na frota, modelo que conta com 56 assentos a mais que os aviões Embraer E195, os mais utilizados pela Azul.

A empresa fechou 2016 com 123 aviões, sendo 74 E-Jets da Embraer, 35 ATRs, cinco Airbus A320neo e cinco Airbus A330. Para este ano, a Azul deve ter disponível 121 aeronaves, sendo 60 E-Jets, 35 ATRs, dez A320neo e sete A330. Já para 2018, a frota pode chegar a 128, e em 2020, estima-se a utilização de 151 aviões.

Em nota, a Azul afirma que o aumento no número de A320neo e da frota como vai de encontro com a ideia de que a demanda por parte dos passageiros nos mercados de atuação da empresa aumentará por conta da retomada da economia do Brasil em médio prazo.

A Azul encerrou o ano de 2016 com um prejuízo líquido de R$ 126,3 milhões, número 88,2% menor que a perda de R$ 1,074 bilhão registrada em 2015.

COMMENTS