Superintendência do Porto de Itajaí (SC) fecha ano com déficit milionário

De janeiro a novembro deste ano a arrecadação chegou a R$ 59,9 milhões, contra R$ 61,6 milhões em gastos

Cai número de mortes e de acidentes no trânsito da cidade de São Paulo
Lages (SC) recebe 18 novos ônibus Volkswagen
Grupo Q, da Guatemala, busca parceiros na Fenatran

porto-itajai-17

A superintendência do Porto de Itajaí (SC) encerrou o exercício de 2016 com déficit de aproximadamente R$ 1,7 milhão. De janeiro a novembro do ano passado, a arrecadação chegou a R$ 59,9 milhões, contra R$ 61,6 milhões em despesas.

Este será o quinto ano seguido de prejuízo da superintendência da unidade portuária. Em 2015 o déficit foi de R$ 5,4 milhões.

Desde 2008 o porto não consegue operar todos os quatro berços de atracação seja por problemas causados pelas cheias ou por necessidade de reformas.

O superintendente, Antônio Ayres dos Santos Junior,afirma que a solução está na conclusão das obras em berços, dragagem e bacia de evolução, além da desburocratização de processos e na extensão de contrato da APM Terminals, que é a companhia arrendatária do Porto de Itajaí.

Todos esses aspectos são pleitos que passam pelo governo federal e que dependerão da capacidade de articulação do novo governo.

COMMENTS