Philips investe mais de 4 milhões de reais em centro de distribuição em Minas Gerais

Alta demanda faz centro de logística da Renault no Brasil crescer
Toyota inicia operações em seu CD de Suape (PE)
Luft Healthcare tem nova estrutura para logística hospitalar no interior de SP

Centro de Distribuição LOG Fashion

A Philips investiu mais de 4 milhões de reais o e mudou seu antigo centro de distribuição de Jaboatão dos Guararapes (PE) para um novo local em Varginha, no sul de Minas Gerais. A mudança visava a reduzir o tempo de entrega das lâmpadas automotivas e ficar perto de montadoras e distribuidores. “Já conseguimos reduzir o tempo de deslocamento em 50% em média”, afirma o diretor-geral da Philips Automotiva para a América Latina, João Paulo Borgonovi.

+ São Paulo concentra mais de 60% dos condomínios logísticos do Brasil

“Para os principais mercados regionais como a cidade de São Paulo e interior, Minas Gerais e Rio de Janeiro, a redução já é de oito para dois dias e para Porto Alegre (RS), de 12 para três dias. “Também diminuímos muito o número de redespachos”, recorda o executivo, que ainda não sabe se poderá reduzir preços. É bem provável que sim quando se pensa, por exemplo, que a distância da nova instalação até a cidade de São Paulo diminuiu em 2,3 mil quilômetros em relação à antiga. A estrutura é alugada e operada por uma empresa de logística.

A Philips vende cerca de 40 milhões de lâmpadas automotivas por ano no Brasil, mas não tem mais produção local desde que fechou sua fábrica em Pernambuco, em 2010. De lá para cá só revende produtos importados da Europa (65% do total) e da Ásia. “Antes as lâmpadas entravam por Suape (PE). Agora elas vêm por Santos (SP) e o desembaraço ocorre em um porto seco em Varginha”, diz Borgonovi.

+ FM Logistic compra um dos maiores operadores logísticos da Índia

A Philips detém cerca de 30% de participação no mercado de iluminação veicular. Das vendas totais da empresa, entre 70% e 75% têm como destino o mercado de reposição. “Crescemos 17% no pós-venda no ano passado”, diz o diretor-geral. Já o fornecimento às montadoras recuou 28%.

As motos têm peso importante para a Philips, aproximadamente 30% das vendas totais. A substituição de lâmpadas no segmento de duas rodas é mais frequente por causa da vibração. Além do mercado de reposição, a empresa fornece regularmente para Honda, Suzuki e Yamaha, instaladas em Manaus.

Segundo a Philips, o novo centro de distribuição tem 2.550 metros quadrados de área construída, ante 2 mil m² do antigo. Ele armazena cerca de 180 modelos de lâmpadas para o mercado de reposição e outros 110 fornecidos às montadoras.

Sua distância para grandes de produção de veículos e consumo de peças de reposição caiu bastante. De Recife a Belo Horizonte eram 2,1 mil km e de Recife ao Rio de Janeiro, 2,3 mil km. Agora, de Varginha a Belo Horizonte são somente 330 km e de Varginha ao Rio de Janeiro, 380 km.

+ Saiba tudo do mundo do transporte e da logística. Curta nossa página no Facebook!

COMMENTS