Ceva Logistics busca contratos em outros seguimentos para escapar da crise no setor automotivo

Ceva Logistics busca contratos em outros seguimentos para escapar da crise no setor automotivo

CEVA ganha o Prêmio INFRAERO de eficiência logística
CEVA assina contrato de R$ 12 milhões com Bombardier no Brasil
CEVA Logistics conquista Prêmio Infraero de Eficiência Logística

ceva-panama

Se tem um setor com capacidade de criar um efeito dominó quando o mercado não vem respondendo como deveria esse é o automotivo. E os impactos do profundo e longo período de baixa produtividade forçaram a Ceva Logistics a buscar o crescimento estimado entre 10% e 15% para 2106 (sendo que o Brasil responde por 70% disso) em outros segmentos, como o de energia, incluindo solar e eólica, health care (farmácia e cosméticos), além de tecnologia e bens de consumo.

“A Ceva chegou ao Brasil justamente para atender o setor automotivo. Começamos com a Fiat, estendendo naturalmente para outras marcas. Sua representação, portanto, era de 100% dos negócios no início das operações”, conta Nadia Ribeiro, vice-presidente da Ceva e responsável pela América do Sul. “Hoje, o share automotivo corresponde a 40%”, revela a executiva.

+ Tegma lucra R$ 10 milhões em 2015 e reverte o prejuízo do ano anterior

Para a empresa, crescer no cenário adverso como o da América do Sul e principalmente no Brasil requer adaptação. “Os clientes procuram hoje gerenciar seu custo. Esta é obviamente a primeira das preocupações que eles nos trazem hoje. Nosso papel é mostrar que a solução logística pode deixar os processos da cadeia mais ágeis, que os projetos certos podem melhorar o fluxo e o controle e tudo de uma forma customizada”, defende.

Além disso, o momento favorável do câmbio começa a atrair mais empresas para as exportações: “As margens ainda são menores, mas os volumes cada vez maiores e o aumento dessa atividade acabam compensando as baixas do mercado interno”, comenta Nadia.

Embora seja um gerenciador logístico de cadeia de suprimentos, a empresa é baseada no modelo de não ativos, ou seja, mantém estreita parceria com outras companhias que prestam serviços dedicados, como as 50 transportadoras que mantém em seu escopo no Brasil, algumas delas exclusivas para a Ceva. Entre seus pacotes de serviços, estão transporte internacional (importação e exportação via marítimo ou aéreo), armazenamento, desembaraço aduaneiro, transporte rodoviário entre outros.

+ Saiba tudo do mundo do transporte e da logística. Curta nossa página no Facebook!

COMMENTS