Um em cada três caminhoneiros usa drogas, revela teste inédito no Brasil

Um em cada três caminhoneiros usa drogas, revela teste inédito no Brasil

Ministério do Trabalho tornou obrigatório o exame toxicológico para a contratação de motoristas de ônibus e caminhão

Banco Mercedes-Benz reduz taxa para financiamento dos modelos da linha Actros
International anuncia venda de 51 caminhões para Grupo Maco, do Chile
Rodovias de São Paulo encabeçam ranking das dez melhores do País

rebite

A decisão imposta na semana passada pelo  Ministério do Trabalho, que tornou obrigatório o exame toxicológico para a contratação de motoristas de ônibus e caminhão, permitiu a realização de um estudo inédito no Brasil e revelou uma realidade preocupante: 34% dos caminhoneiros  em atividade se drogam.

+ Acidentes diminuem 10% e mortes recuam 21,8% nas rodovias concedidas de São Paulo

O levantamento mostrou ainda que, entre as drogas mais usadas, a cocaína é a principal, aparecendo em 73% dos testes que deram positivo. A anfetamina – o popular rebite – aparece em apenas 18% desses casos.

O método aplicado é conhecido como teste da queratina, no qual é retirado um fio de cabelo do condutor. Com esse procedimento, é possível constatar se o indivíduo usou  drogas até 90 dias antes da coleta.

+ Financiamento pelo PSI poderá ser solicitado até 27 de novembro

Os dados foram divulgados em uma reportagem da TV Globo veiculada neste domingo (22). A produção do programa Fantástico ouviu caminhoneiros que confessam o uso,  traficantes de beira de estrada e especialistas da área. Todos relataram que o alto consumo das substâncias nas rodovias é resultado, principalmente, dos prazos mínimos que o motorista tem para entregar a carga.

+ Fique por dentro de tudo o que acontece no Transporte e na Logística pelo Facebook

 

COMMENTS