São Paulo e Rio de Janeiro estão entre as piores do mundo para dirigir

Pesquisa mundial divulgada pelo aplicativo Waze coloca Brasil na 15ª posição entre os piores países para trafegar de automóvel

Aplicativo premiado leva agenciamento de cargas à geração 2.0
TruckPad cria ferramenta que alerta motoristas sobre serviços personalizados
Volvo lança linha 2015 dos caminhões F

rodizio-transito

Um estudo divulgado nesta semana pelo aplicativo Waze coloca as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro entre as piores do mundo para dirigir. Conforme a pesquisa realizada, o tempo médio que as pessoas levam no deslocamento entre casa e local de trabalho é de 32,8 minutos na capital paulista e de 38,4 no Rio.

O Brasil está na décima quinta posição entre os piores países para dirigir, com nota 5,2, em escala de um a dez.

Para realizar o estudo, foram analisados aspectos como nível de satisfação do motorista, qualidade das vias, índice de congestionamento, questões socioecoômicas e Wazeness, que funciona como um medidor de felicidade do Waze.

Por outro lado, a Grande São Paulo foi considerada a melhor do País em segurança do trânsito. A categoria analisa itens que aumentam a periculosidade no trânsito, como carros em acostamentos, acidentes ou atropelamentos. Brasília foi o município com vias de melhor qualidade, ocupando o quarto lugar no ranking, atrás somente de Bologna, Madrid e Yogyakarta.

Já o Brasil, como um todo, obteve uma nota baixa no que se refere a ruas e estradas de qualidade, aparecendo como o 9º colocado entre os piores países.
No quesito felicidade, Ribeirão Preto obteve uma das piores notas do mundo, ao lado de Buenos Aires, Rennes e Barcelona.

O Waze avaliou a experiência de 50 milhões de usuários de seu aplicativo em 32 países e em 167 áreas metropolitanas.

Holanda, Letônia, Estados Unidos, Suécia e República Tcheca foram considerados os melhores países para andar de carro.

COMMENTS