Maior mistura voluntária de biodiesel no diesel será permitida em 2016

Grandes consumidores que compram diretamente de distribuidoras poderão economizar quando o biocombustível estiver mais barato que o diesel fóssil

Etanol deixa de ser financeiramente vantajoso em 23 estados
Governo estipula datas para testar mistura gradual de biocombustível ao diesel
Governo sanciona lei que amplia quantidade de biodiesel no diesel para 6%

diesel-s500

Conforme a resolução publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (14/10), o Conselho Nacional de Política Energética do governo federal autorizou a comercialização e o uso voluntário de misturas de biodiesel ao óleo diesel em quantidade superior ao percentual obrigatório a partir de 2016.

Com isso, grandes consumidores como frotistas de caminhões ou empresas ferroviárias que compram combustível diretamente de distribuidoras poderão economizar quando o biodiesel estiver mais barato que o diesel fóssil.

Por outro lado, a resolução proíbe a venda do diesel com maior mistura nos postos de combustíveis enquanto não houver uma certificação técnica das montadoras e fábricas de equipamentos e motores.

Hoje, os postos de abastecimento brasileiros vendem diesel com uma mistura obrigatória de 7% de biodiesel.

Frotas cativas ou consumidores rodoviários atendidos por ponto de abastecimento terão limites máximos de adição de biodiesel ao óleo diesel de 20% por cento, no caso do uso voluntário. Para o modal ferroviário, o limite será de 30%, o que vale também para uso agrícola e industrial. O uso experimental poderá usar 100% de biodiesel.

Segundo o texto publicado, a mistura maior fica condicionada ao atendimento das disposições complementares estabelecidas pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).

Com informações da agência Reuters

COMMENTS