Demanda por voos domésticos cai pela primeira vez em 22 meses

Demanda por voos domésticos cai pela primeira vez em 22 meses

Foi registrada uma queda de 0,4% no mês de agosto, conforme dados divulgados pela Anac

Aeroporto de Guarulhos (SP) vai zerar tarifa de pouso para novos voos cargueiros
Obras de ampliação do aeroporto de Manaus (AM) incluem vias de acesso
TAP aumenta operações e fecha 2011 com lucro

aeroporto-curitiba-dentro

Pela primeira vez em 22 meses, as companhias aéreas do Brasil apresentaram índice de queda na demanda por voos domésticos.

O decréscimo consolidado foi de 0,4% em agosto deste ano na comparação com o mesmo mês de 2014. Os dados estão no Relatório de Demanda e Oferta do Transporte Aéreo, divulgado pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) nesta quarta-feira (30/9).

A demanda afere a relação entre número de passageiros pagantes transportados por quilômetro. Se for considerado apenas o número de passageiros que viajaram de avião pelo Brasil nesse período – o que corresponde a 7,8 milhões de pessoas –, a queda foi de 2,4%.

A queda mais significativa na demanda das grandes companhias aéreas foi registrada pela Tam, de 2,9%. A Gol teve redução de 2,8% na demanda. Já Avianca e Azul cresceram 9% e 4,4%, respectivamente.

Conforme a Anac, em agosto, houve redução na oferta de assentos da Tam (3,5%) e da Gol (0,6%). A Avianca ampliou a oferta em 11,8% e a Azul em 4%. A oferta relaciona a quantidade de assentos disponíveis por quilômetro percorrido.

Segundo a Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas), a alta expressiva do dólar impactou fortemente nos custos das empresas. Além disso, entre os fatores que ocasionaram o resultado negativo estão a retração acentuada do público corporativo, que predomina no cotidiano da aviação doméstica.

Por outro lado, o mercado internacional seguiu a tendência de avanço ao completar 18 meses consecutivos de alta. A elevação em agosto foi de 16,7%, em relação ao mesmo mês de 2014.

Já a oferta teve a décima terceira expansão seguida, com aumento de 19,2%. Os melhores resultados foram da Tam, que teve crescimento de 8,8%, e da Gol, com resultado positivo de 3,5%.

O número de passageiros pagos transportados por empresas brasileiras no mercado internacional em agosto de 2015 atingiu 664,9 mil, com aumento de 15,9% em relação a agosto de 2014. Além disso, o índice aponta a maior quantidade de passageiros transportados em voos internacionais por empresas brasileiras registrada para o mês nos últimos dez anos.

COMMENTS