Alstom inicia transporte de 2.500 peças para a usina hidrelétrica de Ituango (Colômbia)

Unidades fabricadas em Taubaté (SP) devem chegar ao destino em meados de setembro

Russian Railways fecha contrato de R$ 1,880 bi para produção de locomotiva elétrica
Alstom capacita menores de baixa renda em Taubaté (SP)
Alstom começa a testar ônibus elétricos

alstom

A empresa Alstom, fornecedora de equipamentos para a usina hidrelétrica de Ituango (Colômbia), iniciou o transporte de aproximadamente 2.500 peças para o local. As unidades são componentes das primeiras quatro geradoras do projeto.

Todas foram produzidas na unidade da Alstom, em Taubaté (SP). Estão inclusas peças de pequeno e grande porte, como tubos de sucção e seus elementos de concretagem, caixa espiral, partes de gerador, ferramentas, dispositivos especiais e miscelâneas.

O transporte será feito por meio terrestre, com a utilização de 95 carretas, e por meio marítimo, sob responsabilidade da EPM (Empresas Públicas de Medellín). A previsão de chegada dessas peças na Colômbia é em meados de setembro.

“A produção dos equipamentos para Ituango está a todo vapor. Estamos orgulhosos em concluir, com sucesso e excelência, mais um importante marco em projetos de geração hidrelétrica no continente” afirma Januário Dolores, Diretor Geral dos Negócios de Hidrogeração da Alstom na América Latina. “Mesmo tratando-se de um transporte longo e complexo, pois envolvem meios terrestres e marítimos, a Alstom e seus parceiros estão trabalhando arduamente para concluir mais esta importante entrega”, completa.

Em outubro, a Alstom espera enviar mais 244 equipamentos, que serão enviadas em 18 carretas e que também fazem parte das primeiras unidades geradoras.

As primeiras quatro unidades geradoras tem início de operação previsto para 2018 e as demais operar até 2021.

A Alstom assinou em 2012 um contrato no valor aproximado de € 170 milhões com a EPM para fornecer oito turbinas Francis de 300 MW e geradores para a usina hidrelétrica de Ituango. Instalada no rio Cauca, localizado em Antioquia, a 170 quilômetros de Medellín, a usina será considerada a maior da Colômbia quando estiver em plena operação, gerando 2.400 MW de energia.

COMMENTS