Costa Crociere terá dois novos transatlânticos movidos a GNL

Mega navios serão construídos em um estaleiro finlandês e serão entregues nos anos de 2019 e 2020

Hamburg Süd batiza novo navio porta-contêineres na Ásia
Plataforma da Petrobras deixa estaleiro em Rio Grande (RS)
OSX dá calote em construtora espanhola e corre risco de falência

transatrantico-novo-navio

A companhia Costa Crociere anunciou no fim de julho que assinou contrato para a construção de dois transatlânticos. As unidades serão as primeiras na indústria de cruzeiros movidas a GNL (Gás Natural Liquefeito). A Aida Cruises, marca alemã do Grupo Costa, também terá dois novos navios movidos a GNL.

Eles serão construídos pelo estaleiro Meyer Werft, localizado na Finlândia, e serão entregues nos anos de 2019 e 2020. Híbridos, os propulsores serão capazes de alimentar um navio tanto nos portos quanto em alto-mar. O GNL será armazenado a bordo para gerar 100% de energia durante os cruzeiros.

As unidades terão aproximadamente 180 mil toneladas, oferecendo mais de 2.600 cabines para um total de 6.600 hóspedes.

O contrato com Meyer é resultado de um memorando já anunciado entre a Carnival Corporation & plc, empresa controladora do Grupo Costa, e os estaleiros Meyer Werft e Fincantieri (Itália) para a construção de nove novos navios entre os anos de 2019 e 2022.

“Os dois novos navios da Costa irão estabelecer novos padrões para toda a indústria, além de gerar um impacto econômico positivo nos principais países onde atua, incluindo a Itália”, afirma Neil Palomba, presidente da Costa Crociere. Cerca de 750 tripulantes italianos deverão ser contratados para atuar nos dois navios.

COMMENTS