MT apresenta atraso na exportação de soja, mas cresce faturamento

Ao longo do primeiro semestre, foram exportadas 9,66 milhões de toneladas, o que aponta um atraso de aproximadamente 1,3 milhão t

Cultivo da safra 2014/15 de soja chega a 92% da área estipulada
Agronegócio atinge 51,5% das exportações brasileiras em maio
Previsão produtiva da safra 2015/2016 sinaliza queda do açúcar e alta do etanol

soja

O Imea (Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária) divulgou em seu boletim semanal que o Mato Grosso registrou exportações de 9,66 milhões de toneladas de soja no primeiro semestre deste ano. Porém, o volume consolidado corresponde a um atraso de aproximadamente 1,3 milhão t.

O instituto afirma que a janela de escoamento da soja deve se estender neste ano além do primeiro semestre. Tendo em vista esse alargamento, a defasagem pode ser compensada nos próximos meses.

Mesmo com a redução significativa do volume, a receita com as vendas externas cresceu, favorecida principalmente pela taxa de câmbio sobre os preços no mercado interno. O Imea explica que a soja mato-grossense está mais competitiva internacionalmente em 2015. Os compradores estão pagando menos pela nossa soja em dólares e os vendedores estão recebendo mais em reais.

Em relação ao mercado de soja, o ritmo dos preços internacionais ainda é ditado pelo mercado climático, relacionado aos efeitos do clima sobre a safra dos Estados Unidos, que está em fase de desenvolvimento.

COMMENTS