Câmara dos Deputados aprova desoneração da folha de pagamento

Câmara dos Deputados aprova desoneração da folha de pagamento

Projeto muda as regras da desoneração de 56 setores da economia; no transporte de carga alíquota sobe de 1% para 1,5%

Exigência de rastreamento de material radioativo é aprovada na Câmara
Câmara discutirá concessão de trecho da BR-101
Câmara aprova isenção de pedágio para eixo suspenso e maior tolerância a peso de caminhões

camaradosdeputados

O plenário da Câmara dos Deputados concluiu, na noite desta quinta-feira (25/6), a votação do projeto que muda as regras da desoneração de 56 setores da economia. Proposta será agora encaminhada à apreciação do Senado.

O governo quer aumentar as alíquotas de contribuição dos patrões para a Previdência em 56 setores da economia. O teto é de 4,5%.

Os deputados negociaram com a equipe econômica e diminuíram o aumento para algumas áreas, como call center e transportes, que pagavam 2% e passam para 3%. No caso de transportes de cargas, setor calçadista, confecções e empresas de comunicação, a alíquota sobe de 1% para 1,5%. Empresas de carnes, aves, pães, que são produtos da cesta básica, a contribuição ficou em 1%, igualzinho ao que é hoje.

O governo deveria arrecadar mais R$ 12 bilhões no ano que vem. Com as mudanças, o valor deve cair para R$ 10 bilhões.

Poucas alterações foram feitas nas votações das emendas e destaques que pretendiam modificar o texto apresentado pelo relator, deputado Leonardo Picciani (PMDB-RJ).

“Aprovamos 90% do projeto que veio do governo”, disse o líder do governo, deputado José Guimarães (PT-CE), e afirmou que a aprovação foi uma “vitória extraordinária” e que ainda não dá para saber o impacto que causará na arrecadação com as modificações definidas.

COMMENTS