Jeep inaugura unidade fabril em Pernambuco

Jeep inaugura unidade fabril em Pernambuco

Planta é a primeira inaugurada depois da fusão global entre a italiana Fiat e a americana Chrysler, concluída em 2014 e que deu origem à FCA

Gol aumenta oferta internacional e reorganiza operações diárias
Montadoras poderão ser obrigadas a plantar árvores para neutralizar emissões de veículos
Secretaria de Direito Econômico investiga suposto cartel no Porto de Santos (SP)

jeep-fabrica-dentro

O grupo Fiat Chrysler inaugurou oficialmente, nesta terça-feira (28/4), a fábrica da marca Jeep em Pernambuco, no Polo Automotivo de Goiania. A planta já produz desde fevereiro o modelo SUV Renegade, que já está nas lojas. A presidente Dilma Rousseff participou da cerimônia e descerrou a placa no setor de montagem dos carros.

Essa é a primeira unidade fabril inaugurada depois da fusão global entre a italiana Fiat e a americana Chrysler, concluída em 2014 e que deu origem à FCA.

Atualmente, há 5,3 mil pessoas trabalhando na nova planta e no parque de fornecedores que ela está localizada. Segundo o grupo, a expectativa é de que, até o final do ano, o volume chegue a 3,3 mil pessoas empregadas na fábrica, 4,9 mil no parque de fornecedores e 850 em serviços gerais.

O Renegade produzido no local conta com mais de 70% de componentes nacionais, sendo que 40% vêm de fornecedores do entorno da fábrica.

A área da fábrica é de 260 mil metros quadrados. Junto dela fica o parque de fornecedores, que abriga 16 empresas em uma área 270 mil metros quadrados.

A capacidade de produção é de 250 mil carros por ano, pico que só deve ser atingido no meio do ano que vem, quando 11 mil pessoas devem estar trabalhando em função da Jeep. A marca ainda não divulgou quais outros modelos serão produzidos ali.

A fábrica conta com 700 robôs, além de uma série de investimentos em tecnologia e também em ergonomia. A estrutura também conta com duas linhas de prensas vindas do Japão, com 18 golpes por minuto. O empreendimento conta com um centro de componentes, também conhecido por área de metrologia. Outra inovação está na pintura, que deixa agora de lado o primer, produto químico que era utilizado para garantir uma melhor fixação da tinta.

COMMENTS