Demanda por combustíveis no Brasil cai pela primeira vez após 42 meses de aumento

Demanda por combustíveis no Brasil cai pela primeira vez após 42 meses de aumento

Segundo relatório da Agência Internacional de Energia, queda foi observada no mês de fevereiro

ANP divulga regras e aponta postos que serão obrigados a ter o S50
Consumo de combustível no Brasil cresceu 5,2% em 2014
Consumo de combustível no Brasil cai mais de 2% em novembro

combustivel-bomba-dentro

A conjuntura econômica no Brasil resultou também em expressiva queda no consumo de combustíveis no País no mês de fevereiro, de acordo com relatório da AIE (Agência Internacional de Energia), a demanda por combustíveis no Brasil caiu pela primeira vez após 42 meses ininterruptos de aumento da demanda.

Apesar de não esclarecer os volumes mensais de demanda pelos combustíveis, o estudo afirma que a recente deterioração geral da economia doméstica brasileira conteve o antes forte crescimento na demanda por combustíveis. “A demanda excepcionalmente fraca por gasolina liderou essa queda na comparação anual em fevereiro após o aumento dos volumes nos 42 meses anteriores”, cita o estudo.

Segundo a ANP (Agência Nacional do Petróleo), o Brasil consumiu o equivalente a 19,5 milhões de barris de gasolina em fevereiro de 2015, volume 0,7% menor do que o registrado em igual mês do ano passado. Considerando todos os combustíveis juntos, o País consumiu 65,9 milhões de barris em fevereiro, volume 6,6% menor do que o registrado um ano antes.

Entre os demais combustíveis, a demanda por diesel também caiu em fevereiro, mas nesse caso a contração da demanda é menos incomum, pois segue a tendência de queda registrada em quatro dos últimos dez meses.

COMMENTS