Venda de veículos cai e Fenabrave revisa para baixo expectativa de desempenho anual

Venda de veículos cai e Fenabrave revisa para baixo expectativa de desempenho anual

Emplacamento de caminhões correspondente ao mês de fevereiro atinge pior patamar em 20 anos de análise

Número de consumidores online no Brasil cresce 20% em 2014
Setor de implementos rodoviários registra queda de 10,98% no acumulado do ano
Aviação brasileira registra 136 acidentes em 2014

montadora-caminhoes-homeSegundo a Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), vendas de automóveis e comerciais leves (picapes e furgões) tiveram o pior fevereiro desde 2008. Balanço foi divulgado nesta terça-feira (3/3).

No total, foram emplacadas 178.822 unidades, ante 245.904 em fevereiro de 2014, uma queda de 27,3%. Na comparação com janeiro, quando foram vendidos 243.895 carros, o recuo foi de 26,6%.

Com isto, o mercado brasileiro encolheu 22,53% no acumulado dos dois primeiros meses de 2015, em comparação com o mesmo período do ano passado, com 422.717 carros emplacados contra 545.641 em janeiro e fevereiro de 2014. É o pior resultado para o período desde 2011, informou a Fenabrave.

Somando os emplacamentos de caminhões e ônibus, as vendas de veículos em fevereiro tiveram baixa de 28,3% na comparação anual. Em relação a janeiro, o volume foi 27,9% menor.

A venda de caminhões em fevereiro, somando 5.171 unidades, caiu pela metade em relação a um ano atrás e 26,73% sobre o mês passado. Resultado representa o pior desempenho da categoria em 20 anos de análise.

Os ônibus apresentaram perda de 35% sobre 2014 e 11% ante janeiro, com 1.968 unidades comercializadas.

Queda livre

A Fenabrave também anunciou que revisou para baixo todas as suas projeções para desempenho das vendas do setor automotivo em 2015.

Sendo assim, a expectativa é que os emplacamentos de veículos novos somem 2,48 milhões de unidades em 2015, o que significa uma queda de 10% em relação a 2014. No ano passado ante 2013, as vendas caíram 7,1%. Anteriormente, estava estipulada uma queda de 0,53%.

A federação prevê que as vendas de pesados deverão cair 10,5% em 2015 frente a 2014. Antes, projeção era de -1,2%. Para o segmento de ônibus, a entidade revisou a previsão de decréscimo de 0,7% para queda de 8,5%.

Já para automóveis e comerciais leves, a entidade projeta agora queda de 10%, maior do que o recuo de 0,5% estimado no início do ano.

Somando motos, implementos agrícolas e outros veículos, a Fenabrave espera que o mercado automotivo total deve cair 22,25% (ante previsão anterior de -0,43%).

COMMENTS